dinheiro na terceira idade

O Dinheiro para o Cuidador Familiar e para a Família

em Dia-a-dia por

Dinheiro é um assunto delicado para a grande maioria da população. Principalmente, no cenário de crise econômica, em que mais famílias sofrem com cortes no orçamento. Recentemente, o número de famílias que passou a ter um aposentados como principal provedor financeiro subiu de 5.1 milhões para 5.7 milhões. Ou seja, se considerarmos uma média de 4 pessoas por família, estamos falando de quase 23 milhões de pessoas que dependem financeiramente da aposentadoria de um idoso de sua família.

Esta situação torna-se ainda mais difícil quando este idoso precisa de cuidados. Como fazer para cuidar do idoso e ainda pagar todas as contas da casa? Sabe-se que as famílias provêm cuidados integrais em 80% dos casos em que há necessidade de cuidados permanentes. E, na maior parte das vezes, uma mulher é responsável por estes cuidados.

A pergunta que (não) se faz é: como fica a situação financeira desta pessoa? Como ela fará para ter dinheiro se não pode ter um trabalho remunerado?

Neste momento, muitas perguntas, suposições, “pré-conceitos” e questões culturais aparecem. Porém, para não nos exceder neste assunto que é muito complexo, vamos sugerir algumas soluções.

Se a família possuir renda de até 1/4 de salário mínimo por pessoa, procure o CRAS mais próximo. O Centro de Referência de Assistência Social é responsável por cadastrar famílias carentes no programa de BPC. O Benefício da Prestação Continuada pode ser dado mesmo ao idoso que já recebe aposentadoria. Mas o dinheiro da aposentadoria é menor que aproximandamente R$ 235,00 por mês, por pessoa.

Mas, felizmente, se a família não se enquadrar neste benefício, sugerimos que todos compartilhem as despesas do idoso e apoiem a cuidadora familiar.

Num momento em que temos um familiar que necessita cuidados permanentes e há uma pessoa da família responsável principal por estes cuidados, todos os outros familiares deveriam apoiar a pessoa cuidadora. Infelizmente, não há mais espaço para discussões sobre o passado. O ideal seria reunir a família e definir o apoio necessário à pessoa cuidadora. Sabemos que esta situação é difícil e, muitas vezes, ilusória. Mas, vale reforçar aqui que os cuidados com um idoso é responsabilidade de toda a família.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*