fisioterapia melhorando qualidade de vida

A Fisioterapia Melhorando A Vida do Idoso

em Sem categoria por

Geriatria e Gerontologia são denominações usadas para indicar um serviço de saúde especializado em adultos mais velhos. Na Fisioterapia, é uma especialidade que atua no processo de envelhecimento. Muitas vezes, promovendo a prevenção de patologias e doenças específicas. Alguns exemplos são:

  • Doenças Neurológicas: “derrame”, Doença de Parkinson, esclerose múltipla,
  • Doenças Cardiopulmonares: “pressão alta”, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica,
  • Doenças Psíquicas: Doença de Alzheimer e demências em geral, doenças músculo-esqueléticas (artrose, artrite, hérnia de disco, tendinites, bursites, fraturas), distúrbios do equilíbrio, quedas, entre outras.

Outras vezes, a Fisioterapia melhorando a qualidade de vida dos idosos possui objetivos de re-habilitação. Nestes casos, são pessoas que já possuem algum problema de saúde que reduziu ou limitou sua funcionalidade. O fisioterapeuta especializado é capaz de conduzir o paciente até a recuperação total ou parcial da funcionalidade afetada.

O objetivo do fisioterapeuta especialista nesta área é sempre preservar ou restaurar a funcionalidade, autonomia e independência da pessoa idosa. Sempre por meio de abordagens e condutas globais, sempre considerando aspectos de origem biológica, psicológica e social de cada indivíduo. Desta maneira, atua a Fisioterapia melhorando a qualidade de vida do idoso.

Na avaliação fisioterapeuta especializado em gerontologia, é importante diferenciar disfunções do processo de envelhecimento fisiológico (senescência) do patológico (senilidade). Isso para que potencias compensações sejam identificadas. Neste processo de avaliação, é muito importante observar as reais necessidades de encaminhamento para outros profissionais de saúde. Pois grande parte dos idosos necessita de uma equipe multidisciplinar atuando de forma mútua e sincronizada. 

As ferramentas utilizadas nas intervenções com idosos vão desde caneleiras, halteres, bolas, circuitos de equilíbrio e coordenação, pistas visuais e sensoriais até recursos mais modernos como videogames, óculos 3D, tablets e jogos cognitivos específicos. É muito importante atentar se na proporção que a intervenção é aplicada aos indivíduos, lembrando que o processo de envelhecimento é individualizado. Assim, cada idoso terá condutas focas e específicas de acordo com suas reais necessidades. 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*