Tag archive

dor - page 2

O papel da Fisioterapia nas Alterações Motoras do Parkinson

em Fisioterapia/Parkinson por
idoso com alterações motoras

A doença de Parkinson é um distúrbio neurológico degenerativo, caracterizado principalmente pelas alterações motoras. Os principais sintomas são bradicinesia (lentidão nos movimentos), tremores, rigide,; alteração na marcha, no equilíbrio e na postura. Também são comuns fala monótona, disfagia (dificuldade na deglutição) e diminuição da motricidade dos músculos da face (causando ausência de expressão e olhos abertos o tempo todo, devido a menor frequência de piscar). Essas alterações são responsáveis por sinais e sintomas típicos da doença. Tais como queixa de dores musculares e articulares, dificuldades em realizar movimentos nas atividades diárias, quedas e complicações pulmonares. A Fisioterapia, nesses casos, deve…

Leia mais

Identificando a Dor no Portador de Alzheimer

em Demências e Alzheimer por
Idoso demente não consegue expressar a dor

Dependendo do estágio da doença, pacientes com Alzheimer não conseguem expressar a dor. Atendemos uma paciente com DA que teve  um infarto agudo do miocárdio e não sabia dizer onde estava doendo (não conseguia localizar nem expressar a dor). O diagnóstico foi feito baseado nos outros achados clínicos e através de exames complementares. No memento da dor apresentou agitação psicomotora com um desassossego importante, andando pelo ambiente e não conseguindo sentar ou descansar. Queixa de dores ósseas e articulares são muito frequentes em pacientes com DA mais idosos. Essas dores são consequência da osteoartrose que compromete várias articulações. Entre elas…

Leia mais

O que é o Joanete e qual o tratamento mais indicado?

em Fisioterapia por
joanete em idoso

Uma das alterações mais comuns nos pés dos idosos é o hálux valgo. Popularmente conhecido como joanete. O hálux valgo consiste na deformidade da articulação metatarsofalangeana do primeiro dedo (mais comum), e/ou da articulação interfalangeana do mesmo dedo (mais raro). Ou seja, na articulação do osso do dedão mais próximo do pé com o pé (mais comum) e/ou da articulação entre os ossos do dedão. Ocorre o desvio lateral do primeiro dedo do pé (dedão). Esse desvio leva a distensão do complexo da articulação do meio do pé, caracterizando a deformidade típica do joanete. As causas são diversas e variadas.…

Leia mais

Fibromialgia: 5 cuidados para começar um programa de atividade física.

em Exercícios Físicos por
idoso com fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por dor muscular difusa e por pontos dolorosos em regiões anatomicamente determinadas. É associada a fadiga crônica, distúrbios do sono, psíquicos e intestinais funcionais. Afeta, em maior parte, as mulheres. O Exercício Físico pode aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida das pessoas com Fibromialgia, doença que não tem cura. Nos próximos artigos descreveremos os efeitos da Atividade Física Planejada e indicaremos as mais adequadas para o tratamento da Fibromialgia. Saiba também como escolher uma academia. Para o início do Programa de Exercício, o Educador Físico deve avaliar os exames, apresentados…

Leia mais

Saiba como um copo de suco de laranja por dia pode ajudar a não ter anemias.

em Nutrição por
Idosos são mais propensos a anemias megaloblásticas

Há alguns tipos de anemias causadas por falta de um nutriente específico. No último post, vimos a forma de anemia causada pela deficiência corporal de ferro – a anemia Ferropriva. Hoje vamos abordar as anemias nutricionais causadas por deficiência das vitaminas do complexo B folato (ou ácido fólico) e B12. As anemias causadas pela deficiência de folato e B12 são conhecidas como Megaloblásticas. Isso porque as hemácias, que são as células do sangue especializadas no transporte de oxigênio pelo corpo, passam a se apresentar com tamanho aumentado. Essa característica é expressa, no exame de sangue chamado hemograma, pelo valor aumentado de…

Leia mais

Tratando Dores nas Costas: conheça a Estabilização Segmentar Vertebral

em Fisioterapia por
idosos podem ser tratados com estabilização segmentar vertebral

Conforme já citado em artigos anteriores, a saúde e o bem-estar da coluna dependem de uma série de fatores. Os principais são alinhamento biomecânico, atividade ocupacional, condicionamento físico, consciência corporal, lesões ou doenças ortopédicas preexistentes. Quando falamos de dores na coluna em idosos, um importante fator de risco é invariável nessa população: a idade. Portanto, é possível dizer que a incidência de dor na coluna em idosos seja frequente. Mesmo que não esteja relacionada com nenhum dos demais fatores de risco citados anteriormente (melhor explanados nos artigos sobre Dores na Coluna e sobre “Bico de Papagaio“) os adultos mais velhos tem…

Leia mais

Como envelhecer sem dores na Coluna?

em Fisioterapia por
Idosos com dores na coluna

Dor na coluna é uma das queixas mais incidentes na população em geral. Dor na coluna é a disfunção de ordem ortopédica mais comum entre os idosos. É uma doença multicausal, que pode ser desencadeada por diversos fatores, dentre eles: má postura, fraqueza muscular, traumas diretos ou indiretos (acidentes de carro, por exemplo), sobrecarga mecânica (carregar muito peso), doenças associadas, estresse e envelhecimento. Entenda melhor alguns desses fatores como alterações posturais e fraqueza muscular. O envelhecimento é um fator de risco importantíssimo a ser considerado nesses casos. O processo de envelhecimento é responsável por uma série de alterações estruturais na…

Leia mais

Atividade Física, Dor e Neurotransmissores: qual a relação entre eles?

em Exercícios Físicos/Fisioterapia por
Idosos também devem fazer exercícios

Quando a prática de atividades físicas passa a ser um problema na vida de uma pessoa, certamente há algo errado nesse contexto. A prática de exercícios é essencial para a saúde e bem-estar geral do corpo. Possibilita melhora da mobilidade articular, fortalecimento muscular, aumento da massa óssea, aumento de flexibilidade, melhora da capacidade cardiopulmonar, aumento da disposição, relaxamento mental e alívio de quadros dolorosos. Porém, quando há o surgimento de efeitos inesperados, a atividade física deve ser revisada com rigor por um profissional. Quando causa dor, é muito provável que haja alguma inadequação nesta prática. Mesmo as dores musculares tardias, que…

Leia mais

Terceira idade… idade da dor? Saiba como a Fisioterapia pode ajudar.

em Fisioterapia por
Fisioterapia trata a dor

O envelhecimento do corpo está associado a alterações degenerativas em diversos tecidos, causando modificações estruturais e funcionais. Ou seja, o envelhecimento muda a aparência e o funcionamento do corpo, de modo que este se adapte a tais modificações. Essas adaptações ocorrem naturalmente, porém muitas vezes são percebidas por um simples e frequente sinal: a DOR! A dor pode ter causas variadas, manifestando um sinal de alerta para a região afetada: pode indicar inflamação, cicatrização inadequada, atrito tecidual, sobrecarga mecânica, entre outros diversos. Porém, é válido ressaltar que a dor não é, necessariamente, ruim para o organismo.  Funcionando como um aviso,…

Leia mais

Infarto do Miocárdio

em Coração por

Infarto do Miocárdio O infarto do miocárdio ocorre quando há uma obstrução de uma artéria coronariana (aquelas que levam sangue ao miocárdio – músculo do coração). O entupimento do vaso sangüíneo pode acontecer de forma lenta e progressiva, como conseqüência do acúmulo de gordura nas paredes arteriais. Ou, esta obstrução pode ocorrer de forma brusca, em conseqüência de uma embolia, ou seja, a presença de um coágulo na artéria transportado pela corrente sangüínea. É sabido também que o entupimento do vaso pode ocorrer quando há uma ruptura na parede da placa de gordura, levando à formação de um coágulo que obstrui abruptamente a…

Leia mais

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo