Idoso com presbiacusia

Presbiacusia: por que eu escuto, mas não entendo?

em Fonoaudiologia por

A Presbiacusia, ou perda auditiva natural do envelhecimento, é um problema comum. Mas, muitas vezes, as pessoas não sabem reconhecer os primeiros sintomas.

A queixa mais comum entre as pessoas com início de Presbiacusia é ouvir, mas não entender.

Os Sons são vibrações que se propagam num meio material (como o ar, paredes, etc) com uma frequência entre 20 e 20.000 Hz. O sistema auditivo humano é capaz de perceber freqüências entre 200 e 3.000 Hz. A fala humana emite sons cuja freqüência varia entre 300 e 3.000 Hz.

A estrutura do aparelho auditivo é composta por Orelhas Externa, Média e Interna. Em uma explicação muito simplificada, a Orelha Externa é uma formação cartilaginosa e funciona como um concha acústica. É o que popularmente chamamos de orelha. Sua função é coletar e encaminhar as ondas sonoras até a orelha média, amplificar o som, auxiliar na localização da fonte sonora. Umas das suas principais funções é proteger a orelhas média e interna.

A Orelha Média começa na membrana do tímpano. Faz parte dela uma cadeia formada por ossos muito pequenos. As vibrações causadas no tímpano pelos sons progridem pelo ouvido médio, através de vibrações neste ossinhos, e chegam à Orelha Interna.

A principal estrutura da Orelha Interna é a Cóclea. Fisicamente, parece-se com um caracol. É responsável pela tradução de energia acústica (mecânica) em energia elétrica. Ou seja, transforma os sons em sinais nervosos a serem transmitidos ao cérebro.

Durante o envelhecimento, a cóclea é uma das estruturas que se desgasta em nosso corpo. Inicia-se a Presbiacusia.

Normalmente, as frequências mais altas são perdidas primeiro. As frequências mais altas referem-se a muitos dos sons presentes nas consoantes. Neste cenário, um idoso com presbiacusia ouve apenas parte das palavras. Escuta mais as vogais e menos as consoantes. Assim, forma-se a confusão – as pessoas acham que estão escutando tudo, mas não conseguem entender o que está sendo dito. Na verdade, estão ouvindo prevalentemente as vogais pois já começaram a perder a capacidade de ouvir as consoantes.

Perda de audição pode estar relacionada a perdas cognitivas.

Consulte um Otorrinolaringologista e um Fonoaudiólogo para saber melhor as suas opções de tratamento.

www.uniksa.com.br

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo