Categoria

Cabeça

Estresse que Nós Mesmos Criamos (Fontes Internas de Estresse)

em Cabeça por
terceira idade e Fontes internas de estresse

nbsp; Estresse é o desgaste geral do organismo, causado por alterações psico-fisiológicas. Estas, por sua vez, são causadas por inúmeros fatores internos e externos. Hoje, vamos falar um pouco sobre as fontes internas de estresse. As fontes internas de estresse são aquelas relacionadas à nossa personalidade. Assim, o modo como reagimos aos acontecimentos da vida pode causar ou não estresse. O estresse acontece quando nos vemos obrigados a enfretar uma ameaça, uma situação desconfortável ou uma situação de perigo. Porém, algumas pessoas imaginam estas situações. Ou ainda, interpretam uma situação como perigosa ou ameaçadora sem que exista uma ameaça real.…

Leia mais

A Doença de Alzheimer e a Idade dos Portadores

em Demências e Alzheimer por
terceira idade

O fator de risco mais importante para o desenvolvimento da Doença de Alzeheimer (DA) é a idade. Quanto maior a idade, maior a probabilidade de adquirir a doença. Não se sabe exatamente o porque a idade é o fator de risco mais importante. Mas, todos os órgãos, a partir dos 30 anos de idade, começam a perder 1% de função ao ano. Também o cérebro perde milhões de neurônios à medida que envelhecemos. Consequentemente, perdemos sinapses. Esta teoria sobre a perda funcional de todos os nossos órgãos diz que, se todas as pessoas alcançassem os 105 anos, todos teriam DA. Assim…

Leia mais

A Capacidade de Comunicação das Pessoas com Demência

em Demências e Alzheimer por
Terceira idade e capacidade de comunicação

Uma das conseqüências da evolução da demência é a progressiva perda da capacidade de comunicação. Isso acontece com qualquer “tipo” de demência, inclusive aquela causada Doença de Alzheimer. Portanto, comunicar-se com uma pessoa com Alzheimer já em estado moderado e avançado requer que a nossa própria capacidade de comunicação seja aprimorada. Além de paciência, precisamos melhorar nossa capacidade de ouvir com todos os nossos sentidos. Muitas vezes, é necessário se esforçar para entender o que o portador de demência quer dizer. Mesmo que ele não consiga se expressar em palavras. Um bom exemplo para ilustrar este tema é a questão…

Leia mais

Transtorno de Ansiedade em Idosos e seus sintomas

em Cabeça por

O transtorno de ansiedade é caracterizado por ansiedade e/ ou preocupação excessiva acompanhados de tensão muscular e hipervigilância. Estima-se que 5% dos adultos com mais de 65 anos sofram de transtorno de ansiedade. Transtorno de ansiedade pode ser diagnosticado quando os seguintes sintomas permanecem por 6 meses ou mais: Tensão Motora: incapacidade de relaxar, tremores. Hiperatividade autônoma: sudorese excessiva, palpitações, sensação de boca seca, acesso de frío ou calor, poliuria (vontade de urinar além do normal) e/ ou diarréia. Sensação de ansiedade: preocupação constante ou pressentimento de que algo ruim vai acontecer com amigos ou familiares. Vigilância ou estado permanente…

Leia mais

Como Escolher Atividades na fase inicial do Alzheimer

em Demências e Alzheimer por
escolher atividades para a terceira idade

Escolher atividades para o dia-a-dia é uma das principais dúvidas das famílias com Alzheimer. Existem profissionais especializados em escolher atividades, organizar a rotina e acompanhar a evolução do paciente com demência. Tanto o Terapeuta Ocupacional quanto o Gerontólogo são capacitados para isso. Se há disponibilidade, recomendamos que estes profissionais sejam procurados. Porém, quando não temos acesso a estes serviços, podemos seguir alguns princípios para escolher atividades para nossos familiares com Alzheimer ou outras demências. A primeira coisa que devemos ter em mente é que portadores de Alzheimer não precisam abrir mão das atividades que gostam de fazer imediatamente após o…

Leia mais

Modelo Prático de Organização de Rotina de cuidados

em Demências e Alzheimer/Terapia Ocupacional por
modelo prático

Abaixo, trazemos um exemplo de modelo prático para a organização da rotina de cuidados para um idoso dependente. Já tivemos a oportunidade de mencionar os cuidados a serem tomados na organização da rotina. Também já falamos sobre considerações importantes quando estamos estabelecendo uma rotina para uma outra pessoa. Sendo assim, gostaríamos hoje de exemplificar o que é um modelo prático de rotina. A primeira coisa a fazer (depois de todos os cuidados descritos nos 2 artigos mencionados acima), é entender se todas as atividades importantes estão relacionadas na rotina. Lembrando sempre que é extremamente importante respeitar as capacidades do idoso…

Leia mais

Organizando a Rotina Diária para uma Pessoa com Demência

em Demências e Alzheimer/Terapia Ocupacional por
Terceira idade e sua rotina diária

Ter uma rotina diária. Organizar o dia-a-dia. Seguir uma programação semanal. Dependendo da personalidade do cuidador familiar e do portador de doença demencial, como Alzheimer por exemplo, pode ajudar um pouco. Mas, para outras pessoas, ajuda muito. Planejar os nossos dias nos permite ser mais eficientes. Perdemos menos tempo tentando buscar alternativas e passa-tempos. Temos mais tempo para atividades benéficas e prazerosas. Mas, não podemos esquecer que a rotina diária também deve ser flexibilizada conforme a necessidade. Uma pessoa com doença neuro-degenetariva, em algum momento, vai precisar de uma pessoa que possa assumir suas responsabilidades e organizar sua rotina diária.…

Leia mais

Associação do Sistema Imunológico à DA em Pesquisa Científica.

em Demências e Alzheimer por
terceira idade e o sistema imunológico

Há uma nova linha de pesquisa que está associando o sistema imunológico do cérebro à incidência da Doença de Alzheimer. No início do século XX, o psiquiatra alemão Alois Alzheimer foi o primeiro a descrever os sintomas de uma patologia que causa demência. Entenda um pouco mais sobre o primeiro caso estudado da Doença de Alzheimer. Naquela época, ele analisou sob o microscópio o cérebro de uma mulher cujo declínio cognitivo ele havia testemunhado. Viu, e ordenadamente desenhou, placas acumuladas. Agora sabemos que são as conhecidas placas da proteína β amilóide. Estas placas aparecem juntamente com emaranhados de uma proteína,…

Leia mais

A Depressão na Doença de Alzheimer e seu Diagnóstico

em Demências e Alzheimer por
terceira idade e a depressão

A Depressão é uma comorbidade comum entre as pessoas com a Doença de Alzheimer (DA). Estima-se que até 40% dos pacientes com Alzheimer também tenham Depressão. Especialmente, quando o diagnóstico é precoce e o paciente ainda não possui comprometimentos cognitivos tão graves. O tratamento existe e traz uma melhora significativa na qualidade de vida dos portadores de DA e sua família. Porém, identificar a depressão em alguém com Alzheimer é muito difícil. Isso porque muitos dos sintomas são os mesmos para as 2 doenças. Por exemplo: apatia, perda de interesse em atividades antes prazerosas, retraimento social e isolamento, problemas para…

Leia mais

Repetição como Sintoma da Doença de Alzheimer

em Demências e Alzheimer por
terceira idade e repetição

A repetição de alguma fala ou de alguma ação é uma das alterações de comportamento comuns entre as pessoas que sofrem da doença de Alzheimer (DA). Alterações no comportamento de pessoas que sofrem de alguma doença demencial podem ocorrer por: próprias alterações fisiológicas no cérebro, em conseqüência de medicamentos, ou ainda por mudanças no ambiente ou na saúde. No caso de portadores de DA, as alterações de comportamento estão mais associadas à deterioração cerebral provocada pela doença. Sabe-se que a doença afeta principalmente as funções cognitivas, como memória e praxia. A repetição é um comportamento associado à perda da memória.…

Leia mais

1 2 3 9
© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo