Tag archive

depressão

Como se Adaptar e Evitar a Depressão Durante o Confinamento.

em Sem categoria por
Adaptar ao isolamento

Conforme citado no artigo anterior, a socialização é uma das principais recomendações para evitar a Depressão em idosos. Porém, durante a Pandemia de Covid-19, prega-se justamente o oposto. Isto é, todos devemos nos manter em isolamento, principalmente o grupo de risco – que são os idosos. Daí vem uma grande preocupação de Geriatras e Profissionais da Gerontologia: como manter a saúde mental dos idosos em casa. Como se adaptar e evitar a Depressão? Podemos dizer que existem muitas variáveis influenciando o comportamento humano. Podemos citar a situação sócio-econômica, nível de escolaridade, intelectualidade, idade, resiliência, doenças físicas e mentais, entre outros.…

Leia mais

Lutando Contra a Depressão em Idosos Durante o Confinamento.

em Sem categoria por
Adaptação durante o confinamento: Realidade virtual e terceira idade

Muitas vezes, o Envelhecimento por si só já promove um estado depressivo, motivado por diversos fatores. Alguns, são próprios do Envelhecimento. Tais como perdas sensoriais (como visão e audição), de funcionalidade (força e precisão manuais), da rapidez e execução de tarefas. Além disso, também se pode perceber diminuição de memória, imaginação, criatividade, atenção, energia, iniciativa e sociabilidade. Somado a tudo isso, outras perdas podem ocorrer devido a doenças crônicas, deteriorando significativamente a saúde. Também contribuem para o quadro depressivo a viuvez, a ausência de papeis sociais valorizados, dificuldades financeiras decorrentes da aposentadoria, perdas por mortes de amigos e pela saída…

Leia mais

Transtorno Depressivo em Idosos e Suas Consequências

em Saúde por
Idoso com zumbido

Qual é a segunda maior causa de anos perdidos por incapacitação ou morte prematura mundialmente e na América Latina? Transtorno depressivo, ficando apenas atrás de dor lombar. Qual é a prevalência de depressão em idosos? 4,8 a 14,6% a depender do ambiente. Ou seja, aproximadamente 15% das pessoas mais velhas são portadoras de depressão. Se considerarmos ainda sintomas depressivos que não fecham o diagnóstico de depressão propriamente dita, essa prevalência pode chegar a quase 50%. Não se assuste se tais dados te causam surpresa. De fato, as doenças psiquiátricas ainda são negligenciadas e não é diferente na geriatria. Especialmente o…

Leia mais

Quando Remédios São Necessários Para Tratar a Depressão

em Cabeça por
tratar a depressão na terceira idade

Para tratar a Depressão e outras doenças do cérebro, muitas vezes, utiliza-se medicamentos. Mas, muitas pessoas não aceitam esta conduta médica. Seja por razões de desconhecimento, medo de tomar medicamentos controlados ou mesmo preconceito. Veja aqui que a Depressão não tratada pode ser confundida com Doença de Alzheimer. Neste texto, vamos tentar explicar de maneira simplificada porque remédios funcionam para tratar a Depressão, Ansiedade, Bi-polaridade, T.O.C. e outras doenças. O cérebro saudável depende de um equilíbrio de substâncias químicas naturalmente produzidas por nosso organismo. Estas substâncias, chamadas de neuro-transmissores, são responsáveis pela comunicação entre as células nervosas. Quando acontece alguma…

Leia mais

Decisão de Colocar Sonda Alimentar em Paciente que Não Come

em Demências e Alzheimer/Nutrição por
Sonda alimentar na terceira idade.

A sonda alimentar é um instrumento utilizado para nutrir e hidratar pessoas que não comem e não bebem líquidos. Normalmente, são utilizadas em pessoas que não podem mais comer, por inúmeros motivos. Ou seja, pessoas com dificuldades de engolir ou até mesmo daquelas que não se alimentam por falta de apetite. E, não podemos esquecer daqueles que decidiram parar de comer. Assim, os 2 tipos mais usados de sonda alimentar são a naso-gástrica (que é colocada pelo nariz) e a gastro-enteral (colocada diretamente no estômago através de um corte). Mas, antes de submeter nosso familiar idoso a um procedimento de colocação…

Leia mais

A Depressão na Doença de Alzheimer e seu Diagnóstico

em Demências e Alzheimer por
terceira idade e a depressão

A Depressão é uma comorbidade comum entre as pessoas com a Doença de Alzheimer (DA). Estima-se que até 40% dos pacientes com Alzheimer também tenham Depressão. Especialmente, quando o diagnóstico é precoce e o paciente ainda não possui comprometimentos cognitivos tão graves. O tratamento existe e traz uma melhora significativa na qualidade de vida dos portadores de DA e sua família. Porém, identificar a depressão em alguém com Alzheimer é muito difícil. Isso porque muitos dos sintomas são os mesmos para as 2 doenças. Por exemplo: apatia, perda de interesse em atividades antes prazerosas, retraimento social e isolamento, problemas para…

Leia mais

A Importância do Tratamento da Depressão em Idosos.

em Cabeça por
Depressão em idoso

Calcula-se que a Depressão em Idosos atinja de 3% a 7,5% desta população no Brasil. Considerando que a incidência de Depressão Maior em adultos seja de 1,6% da população em nosso país, entendemos que Depressão em Idosos é um problema que merece atenção dos serviços de saúde e das famílias. Já sabemos que os sintomas da Depressão em Idosos pode ser diferente dos sintomas em adultos mais jovens. Isso, muitas vezes, confunde a família e os amigos mais próximos. Além disso, a população mais velha possui certo preconceito em relação a esta doença. Desta maneira, muitos idosos nem chegam a…

Leia mais

Efeitos Fisiológicos dos exercícios para a doença de Parkinson

em Exercícios Físicos/Parkinson por
Idoso com parkinson se beneficia de efeitos fisiológicos da dopamina

Já descrevemos os cuidados iniciais que o educador físico ou o fisioterapeuta devem tomar ao iniciar um programa de exercícios físicos para tratamento da Doença de Parkinson. Neste artigo, descreveremos os efeitos fisiológicos que a Atividade Física Planejada propicia ao portador da doença.  Os principais objetivos são: preservar e manter as funções dos indivíduos em alto nível; melhorar a função motora, incluindo a iniciação e ampliação do movimento e estabilização do tronco; reduzir o tremor e a rigidez; melhorar atividades de vida diária; prevenir complicações secundárias, causadas pela atrofia muscular ou mudanças na postura. Com relação aos efeitos psicológicos, está…

Leia mais

5 Diferenças entre Pseudo-demência da Depressão e DA.

em Cabeça/Demências e Alzheimer por
Idoso com pseudo-demência depressiva

A pseudo-demência depressiva é um problema importante, mas pouco conhecido. A Depressão pode produzir a pseudo-demência, que é caracterizada por disfunções cognitivas como problemas de memória, diminuição da velocidade de reação, comprometimento do raciocínio e da função executiva. Normalmente, estes défcits são suaves. Mas, em 20% dos casos de idosos com depressão, estes sintomas podem ser confundidos com Doença de Alzheimer (DA). Também conhecida como síndrome demencial da depressão, atinge 10% dos pacientes admitidos em centros psiquiátricos. A pseudo-demência depressiva pode ocorrer com vários tipos de depressão. É comum na depressão bi-polar, depressão maior ou depressão com elementos de transtorno…

Leia mais

Sintomas da Demência e da Doença de Alzheimer: quais são, como diagnosticá-los e tratá-los

em Demências e Alzheimer por
Sintomas do Idoso com demência

Pessoas acometidas por qualquer tipo de Demência (entre elas a Doença de Alzheimer) geralmente sofrem alguns sintomas psicológicos e comportamentais. Até 80% dos pacientes, durante a evolução da doença, sofrem de Apatia, Depressão e/ou Agitação e Agressividade. Também é podem ocorrer alucinações (principalmente visuais), delírios (confundir cônjuge com outra pessoa, acusar pessoas de roubo, etc), distúrbios alimentares (tanto compulsão por comer como perda de interesse por alimentos) e alterações no sono. O diagnóstico destes sintomas normalmente são realizados através de questionários. O mais utilizado, em especial na Doença de Alzheimer, é o Inventário Neuropsiquiátrico. É composto de perguntas que formam uma…

Leia mais

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo