idoso no controle do diabetes

3 Motivos para o Controle do Diabetes Individualizado.

em Saúde por

Em texto anterior abordamos a importância do controle do diabetes na vida adulta para prevenir as principais complicações que podem comprometer a qualidade de vida e a saúde no paciente idoso.

Nesta sessão, abordaremos algumas particularidades do controle desta prevalente afecção na geriatria.

O controle do diabetes em idosos deve ser individualizado. Um médico geriatra é a melhor pessoa para ajudar neste momento.

A primeira particularidade a ser considerada é a grande heterogeneidade que existe entre as pessoas mais velhas. Existem pessoas de 80 anos que praticam esportes diariamente. Alguns dirigem automóveis e são completamente independentes. Ao mesmo tempo, existem pessoas de 80 anos que, pelos mais variados motivos, são acamadas. São idosos dependentes de auxilio para atividades básicas de auto cuidado, como banho, por exemplo.

O segundo ponto importante é o tempo de diabetes do pacientes e o adequado controle até o momento. O paciente mais velho portador da doença há 20 anos mas com adequado controle é completamente diferente do paciente portador da doença por 20 anos (ou até menos), com controle inadequado.

Terceiro, a mudança na composição corporal e nas diversas funções dos órgãos tem impacto direto no efeito das medicações. As medicações para controle do diabetes podem gerar hipoglicemia mais facilmente (glicose baixa) e esses episódios podem ser extremamente perigosos, gerando quedas, fraturas e prejudicando a memória.

Além disso, devemos levar em conta outras particularidades como:

  • Visão – pacientes com dificuldade de enxergar podem ter problemas na ampliação de insulina, por exemplo.
  • Fatores sociais e da dinâmica familiar – o idoso que mora sozinho e faz uso de medicações que abaixam a glicemia tem o risco aumentado de hipoglicemia se por vezes não se alimentam adequadamente, entre outras.

Por esses motivos, o alvo de controle do diabetes deve ser individualizado. Caso a caso, bem como o tipo de medicação escolhida. O paciente diabético com mais idade deve ser avaliado de maneira ampla pelo seu médico geriatria a fim de determinar o alvo mais seguro e as medicações mais adequadas.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*