Alimentação saudável para idosos também é importante

Dicas de Nutrição para Pacientes com Alzheimer

em Demências e Alzheimer/Nutrição por

Boa Nutrição ajuda a Saúde Global do Corpo.

Embora não haja estudos científicos comprovando efetivamente qualquer tipo de alimento com o desenvolvimento da doença de Azheimer, há indícios de que uma alimentação saudável ajude a evitar a doença.

Sabemos que alguns fatores de risco citados para a doença de Alzheimer estão relacionados ao Diabetes Mellitus, à desnutrição e à institucionalização. Todas estas condições estão diretamente ligados à alimentação. Logo, há hipóteses não confirmadas de que uma alimentação saudável contribui, entre outras coisas, para evitar ou retardar doenças demenciais.

Veja aqui alimentos que potencialmente protegem o cérebro.

Para as pessoas que já desenvolveram algum tipo de demência, também é importante manter uma alimentação saudável no sentido de manter ou melhorar o estado de saúde global do indivíduo, independentemente da demência.

Portanto, recomenda-se:

– 4 a 6 refeições diárias, com maiores quantidades de alimentos nas refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e uma menor proporção nos lanches intermediários;
– alimentos fontes de carboidratos (pães, bolachas, arroz, batata, farinhas etc.), proteínas (leite, queijo, carnes de boi, aves e peixes), vitaminas e minerais (frutas, hortaliças folhosas e não folhosas) e gorduras (margarinas, manteigas e óleos vegetais), diariamente;
– procurar manter sempre um alimento de cada grupo em todas as refeições de modo a garantir uma alimentação variada;

Conforme a demência evolui, vale lembrar de:
– observar a necessidade de modificação da consistência dos alimentos se houver problemas de deglutição (engasgos constantes e pigarro). Os alimentos devem ser cozidos além do ponto, a fim de facilitar a deglutição.
– evitar a utilização de vários alimentos liquidificados juntamente, pois o sabor de cada alimento separadamente pode ajudar a exercitar a memória. Os alimentos pastosos ou liquidificados devem ser oferecidos separadamente;
– não deixar de utilizar temperos
– controlar a obstipação e a diarréia a partir da alimentação. Em caso de diarréia, aumentar a quantidade de líquidos ingeridos e abrandar toda a fibra presente em leguminosas e hortaliças a partir da cocção das mesmas. Em caso de obstipação, também se deve ingerir a maior quantidade de líquidos possível, sempre modificando o sabor a fim de facilitar a aceitação e aumentar a quantidade de alimentos ricos em fibras como frutas, frutas secas, etc;
– evitar alimentos somente se houver alguma patologia associada, como: diabetes, pressão alta, aumento do colesterol, etc., sempre com a orientação de um médico ou nutricionista;
– monitorar sempre o peso do paciente, assim será possível fazer intervenções precoces se necessário.

Entenda melhor os Disturbios Alimentares em pessoas com Doença de Alzheimer.

Conheça algumas dicas para ajudar o idoso a se alimentar melhor e ainda ativar a memória sensorial.

Abaixo, seguem 2 tabelas com a calssificação de alimentos e com uma sugestão de cardápio.

GRUPO
CATEGORIA
ALIMENTO
Energéticos Cereais Arroz, macarrão; farinhas (maisena, aveia, fubá, mandioca, tapioca).
Tubérculos Batatas (inglesa, doce, baroa (ou mandioquinha), aipim, inhame.
Açúcares Mel, melado, açúcar.
Leguminosas Grão-de-bico, feijões (preto, carioca, mulatinho, branco, etc).
Gorduras Óleos (azeite, soja, girassol, milho, canola) manteiga, margarina.
Proteínas Carnes Bovina, aves, peixes, miúdos, leite, queijos, iogurte, ovos.
Vitaminas e Minerais Frutas Abacaxi, ameixa fresca, ameixa seca, banana prata, banana d’água, caqui, figo, goiaba, kiwi, laranja, maçã, mamão, manga, melancia, melão, morango, pêra, pêssego, tangerina, uvas.
Verduras Alface, acelga, agrião, abobrinha, almeirão, brócolis, bertalha, chicórea, couve, couve-flor, cebola, espinafre, escarola, repolho, rúcula.
Legumes Abóbora, aspargos, berinjela, beterraba, cenoura, chuchu, ervilha verde, jiló, pepino, palmito, pimentão, quiabo, rabanete, tomate, vagem.


REFEIÇÃO
CARDÁPIO
Café da manhã – leite com café ou chocolate: 1 xícara;
– pão francês, de fôrma (branco ou integral): ½ ou 1 unidade;
– manteiga ou geléia: somente o suficiente.
1º Lanche – Laranjada (2 ou 3 laranjas + água) ou limonada;
– 3 biscoitos cream craker.
Almoço – salada de alface + tomate + chuchu;
– kibe de forno com hortelã: um pedaço pequeno;
– arroz (2 colheres de sopa): branco ou integral;
– feijão: 1 colher;
– cenoura refogada com salsa picadinha;
– sobremesa: gelatina ou fruta.
2º Lanche – leite batido com banana + 2 colheres de chá de melado.
Jantar – sopa de legumes com massinha ou canja;
– sobremesa: maçã assada com mel e canela.
3º Lanche – mingau de aveia com canela.

8 Comments

  1. oi minha mãe tem alzheimer ,ela tá de cama ,ela tem muita diarreia ,gostaria q vcs me manda-se uma dieta pra ela ,ela não quer comer nada obrigado

  2. Olá! A minha mãe tem Alzheimer a mais de 5 anos. Ela não está acamada, ainda anda. Ultimamente tem engordado bastante. Ela toma Alois, Epez, Espran e Quetiapina. Esses remédios têm alguma influência no sobrepeso dela?

  3. Boa tarde, meu sogro tem Alzheimer, acamado e atualmente com sobrepeso( 100 kgs) aproximadamente, estou procurando um meio de conseguir uma dieta e que ao mesmo tempo seja boa para o organismo dele, para se ter uma ideia ele se alimenta com certa dificuldade, porém, tem uma boa dose de paciência se consegue fazer com que consiga mastigar e engolir, o mais importante é saber o momento do acamado, que nem sempre é o nosso, carinho, cuidado e acima de tudo AMOR, estes são os requisitos para se cuidar de uma pessoa com Alzheimer.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo