idoso com fibromialgia

Fibromialgia: 5 cuidados para começar um programa de atividade física.

em Exercícios Físicos por

A Fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por dor muscular difusa e por pontos dolorosos em regiões anatomicamente determinadas. É associada a fadiga crônica, distúrbios do sono, psíquicos e intestinais funcionais. Afeta, em maior parte, as mulheres.

O Exercício Físico pode aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida das pessoas com Fibromialgia, doença que não tem cura.

Nos próximos artigos descreveremos os efeitos da Atividade Física Planejada e indicaremos as mais adequadas para o tratamento da Fibromialgia.

Saiba também como escolher uma academia.

Para o início do Programa de Exercício, o Educador Físico deve avaliar os exames, apresentados pelo idoso ou seu cuidador. Deve ter os seguintes procedimentos antes da prescrição:

  1. Avaliar se a doença é de primeiro grau, que se caracteriza pela não associação a outra patologia. Ou de segundo grau, com tal associação. Portanto é importante questionar se há diagnóstico de doenças como Depressão, Artrite Reumatóide e Artrose, pois a Fibromialgia pode vir associada a elas.
  2. Avaliar o nível de dor nos tender points (18 pontos pré-estabelecidos específicos e sensíveis à pressão) através das queixas do paciente ou examinando diretamente tais pontos.
  3. Questionar se o caso é de Fibromialgia Pós-Traumática. Portanto, perguntar se houve alguma lesão proveniente de acidentes de automóvel, quedas, esportes ou Lesões do Esforço Repetitivo (LER) antes do período de início das dores fibromiálgicas. Também é importante saber como foi a essa lesão.
  4. Avaliar se o idoso apresenta o fenômeno de Raynaud (condição em que ocorre um exagero na dor à temperatura fria).
  5. Explicar a prioridade da realização da sessão de exercícios no período da tarde, já que as dores e rigidez musculares são mais comuns pela manhã.

Já iniciado o programa, avaliar antes de cada sessão a qualidade do sono na noite anterior. Importante também avaliar se o idoso está ou esteve com dores de cabeça nas últimas horas. Esse quadro pode influenciar diretamente na disposição e desempenho do paciente.

É muito importante a participação multidisciplinar no tratamento da doença. A troca de informações entre os diferentes profissionais de saúde colabora com o estabelecimento das formas de intervenção que são muito específicas a cada indivíduo.

No próximo artigo, explicaremos os efeitos do Exercício Físico no tratamento da Fibromialgia.

Gostou? Compartilhe nosso artigo!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo