Uma Reflexão sobre Idade e Adultos mais Velhos

em Saúde por

Cada vez mais, aumenta a faixa dos adultos mais velhos, que estão entre os 90 a 100 anos. Mas a idade trás perdas e limitações. Países com alta proporção de centenários também apresentam alta proporção de problemas. Mesmo nestes paíse, é raríssimo encontrar uma pessoa centenária andando sozinha pela cidade tamanha a dependência (física e motora) que ela desenvolve com o passar do tempo.

Isto significa, entre outras coisas que é necessário começar a entender como devem ser as cidades no futuro. Os países devem estar preparados para essas adultos mais velhos que chegaram a essa idade.

Com alterações cognitivas ou não, a grande maioria não vai conseguir viver sozinha. Mesmo aquelas que não apresentam quadros demenciais. Ainda encontramos muitos casais idosos em que um deles tem uma maior perda funcional, motora ou cognitiva. E quem acaba assumindo os cuidados é o parceiro em melhores condições de saúde, mas também com alguma limitação. Temos encontrado muitos idosos cuidando de idosos. Por exemplo, a esposa de 82 anos cuidando do marido que tem uma doença de Parkinson primária. Temos que considerar que pelo melhor que ela esteja em relação ao que está sendo cuidado, ela também tem limitações que vão se refletir nos cuidados.

Temos que admitir que o envelhecimento é um inventário de perdas e limitações. Precisamos aceitar e nos adaptar às novas condições para que possamos viver este momento de nossas vidas com dignidade e qualidade.

Há 40 anos, quando uma pessoa falecia aos 62 anos, dizia-se que morreu velho; hoje quando alguém falece aos 62 anos começa-se a perguntar porque morreu tão cedo (o que aconteceu?). Essa faixa da população que está entre 60 e 70 anos ainda está produtiva e fazendo planos para o futuro. Esses mesmos indivíduos, nos anos 80, estariam aposentados e sem muitos objetivos e ambições.

Ao mesmo tempo que o envelhecimento nos traz mais próximos da morte, temos a expectativa de que cada vez virá mais tarde, isto é que motiva a ter uma vida ativa e interagindo com outras pessoas, esquecendo essa possibilidade.

O que você está fazendo hoje para envelhecer melhor? Somos parte de uma sociedade. Faça parte da vida de sua cidade. Ajude a melhorar nossas cidades para termos uma qualidade de vida melhor num futuro próximo.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*