Ombro do Idoso

Dores no Ombro? Pode ser lesão no Manguito Rotador

em Fisioterapia por

Grande parte das lesões de membro superior em idosos estão relacionadas às lesões do manguito rotador. O que é muito comum pela característica degenerativa dos tendões. Entenda um pouco mais sobre a articulação do ombro aqui.

O manguito rotador é um complexo que envolve quatro músculos (supraespinhal, infraespinhal, subescapular e redondo menor).

Desempenham funções fundamentais na articulação do ombro, tais como: estabilização dinâmica, coaptação (encaixe) da articulação e potencialização das forças. O manguito funciona através da convergência desses tendões. Eles podem ser lesionados por movimentos repetitivos nos extremos das amplitudes, quando sofrem torção, diminuição da vascularização e atrito e/ou compressão contra a superfície óssea.

Ombro do Idoso
Articulação do ombro chamada manguito rotador é que mais sofre lesões.

A lesão mais comum é a tendinopatia (popularmente descrita como tendinite) do manguito. O tendão mais acometido é o do supraespinhal, seguido pelo infraespinhal, subescapular e redondo menor. Já a ruptura parcial se dá pela evolução do quadro degenerativo ou por traumas diretos e, se não tratada corretamente, pode evoluir para ruptura total. Neste caso, o paciente pode até perder os movimentos do ombro.

O tratamento desse tipo de lesões em idosos se dá, na maior parte das vezes, de maneira conservadora. A Fisioterapia é a melhor opção já que o tratamento não-cirúrgico apresenta bons resultados nos casos em que o paciente não executa tarefas de alta performance com a articulação do ombro, como atletas, por exemplo.

O tratamento conservador dessas lesões consiste na estabilização da articulação do ombro. Isso através da correta ativação dos músculos do manguito rotador e demais músculos estabilizadores, como grande dorsal, rombóides, serrátil anterior e peitoral menor. Ativação do músculo significa fazer exercícios para movimentá-los. O principal objetivo da ativação é o fortalecimento muscular. Músculos mais fortes, melhoram a estabilização do ombro, o que protege os tendões. Todos os exercícios devem ser acompanhados por um Fisioterapeuta.

Em caso de lesões em pessoas idosas, o Fisioterapeuta deve dar muita atenção ao treino sensório-motor com objetivo funcional, que deve ser intensificado nas fases finais do tratamento para reaproximar o paciente da realização das tarefas do seu dia-a-dia.

Este texto foi útil? Compartilhe!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo