Doença de Parkinson é mais comum em idosos

O Mal de Parkinson e o dia-a-dia: o que você deve fazer.

em Parkinson por

 

 O Mal de Parkinson e algumas conseqüências.

Pessoas que sofrem do Mal de Parkinson precisam manter sua auto-estima.

Doença de Parkinson é mais comum em idosos
O sintoma mais conhecido do Mal de Parkinson é o tremor

Em decorrência do Mal de Parkinson, tremores são recorrentes e os movimentos tornam-se mais lentos. Os problemas musculares e a possível alteração de auto-estima podem comprometer sua sexualidade. Porém, a doença de Parkinson não impede uma vida sexual satisfatória e saudável. Carinhos e carícias sempre fazem bem. Converse com o(a) parceiro(a) sobre o que você sente. O médico e outros profissionais da saúde podem ajudar. Idealmente, o ato deve acontecer nos momentos em que estiver se sentindo o melhor possível.

Mantenha-se em atividade. As atividades físicas regulares deixam os músculos mais fortes e flexíveis, auxilia também o corpo a trabalhar melhor. Consulte o médico sobre a forma de fazer esses exercícios. Caminhar é um dos exercícios mais apropriados: caminhe diariamente. Dançar também é uma alternativa. Porém, não se exceda: se ficar cansado(a) intercale períodos de descanso durante os exercícios .

Trabalhe a mente resolvendo jogos, palavras-cruzadas, etc. Manter a profissão e as atividades intelectuais normalmente ajuda na manutenção das funções cognitivas.

TRATAMENTO

O tratamento é sintomático, ou seja, trata os sintomas. Os medicamentos podem auxiliar na redução dos sintomas, facilitando as atividades diárias. Depedendo da fase da doença, o médico irá receitar um ou mais medicamentos.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo