Pneumonia atinge mais idosos e crianças

Pneumonia

em Geral por

Pneumonia: infecção dos pulmões.

Pneumonias apresentam mais riscos a idosos.

Uma Infecção acontece quando há invasão, desenvolvimento e multiplicação de um microorganismo no organismo de um animal ou planta. A invasão desencadeia no hospedeiro uma série de reações do sistema imunológico, a fim de defender o local afetado resultando, geralmente, em inflamações.

Pneumonias são infecções que se instalam nos pulmões. Podem acometer a região dos alvéolos pulmonares, onde desembocam as ramificações e terminais dos brônquios e, às vezes, os interstícios (espaço entre um alvéolo e outro).
São provocadas por bactérias, vírus, fungos e/ou reações alérgicas no espaço alveolar – local onde efetivamente ocorre a troca gasosa (Oxigênio e Dióxido de Carbono). Este local deve estar sempre muito limpo, livre de substâncias que possam impedir o contacto do ar com o sangue. Diferentes do vírus da gripe, que são altamente infectantes, os agentes infecciosos da pneumonia não costumam ser transmitidos facilmente.

Os principais sintomas são febre alta, tosse, dor no tórax, alterações da pressão arterial, falta de ar podendo causar até confusão mental, mal-estar generalizado, secreção de muco purulento de cor amarelada ou esverdeada, toxemia; (intoxicação resultante da ação de produtos bacterianos difundidos pela corrente circulatória), prostração.

Quando o idoso com Pneumonia deve ser internado?

Entenda também qual a relação entre demências crônicas (como o Mal de Alzheimer, por exemplo) e a pneumonia.

Fatores de risco

• Fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos;
• Álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório;
• Ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias;
• Resfriados mal cuidados;
• Mudanças bruscas de temperatura.
• Alergias Respiratórias e Pneumoconioses.

Tratamento

O tratamento das pneumonias requer o uso de antibióticos em caso de origem bacteriana ou fungica e a melhora costuma ocorrer em três ou quatro dias. A internação hospitalar pode acontece quando a pessoa é idosa, tem febre alta ou apresenta alterações clínicas decorrentes da própria pneumonia, tais como: comprometimento da função dos rins e da pressão arterial, dificuldade respiratória caracterizada pela baixa oxigenação do sangue porque o alvéolo está cheio de secreção e não funciona para a troca de gases.

 

O envelhecimento traz alterações no sistema respiratório. Entenda quais são!

4 Comments

  1. Foi bem esclarecido o tema. tenho uma duvida. Sou dentista, tenho 64anos, primeira vez que tenho um começo de pneumonia, e ainda atuo, gostaria de saber, quantos dias tenho que me afastar, mesmo tomando antibiótico, para ñ colocar meus pacientes ao risco do mesmo?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2016 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo