Idosos e sexualidade

Após os 60 anos, a Sexualidade continua existindo!

em Saúde por

A palavra Sexualidade é muito utilizada no âmbito da adolescência e entre casais. Mas ainda parece um mito associar sexo e envelhecimento.

A sexualidade está diretamente relacionada à qualidade de vida. Verifica-se que a prática sexual declina com o avançar dos anos. Contudo, os idosos mais saudáveis mantinham-se sexualmente ativos.

Existem estudos na literatura sobre a qualidade de vida e sexualidade. Entende-se que a vida é mais satisfatória entre os idosos que relataram praticar relações sexuais de duas a três vezes por semana. A sexualidade no envelhecimento pode ser compreendida como a maneira que o idoso expressa o sexo. Pode ser por meio de gestos, postura, linguagem, roupas, enfeites, perfumes, entre outros. Nesse sentido, pode-se inferir que sexualidade vai além da estimulação física. Envolve aspectos emocionais e de estimulação por meio de carícias, gestos, comportamentos e cheiros.

No que tange a sexualidade e o envelhecimento, estudos ressalvam que o sexo pode ser encontrado na sua forma mais plena.  Sendo o ato sexual o momento de maior aproximação com o parceiro. Descrevem ser parte integrante da existência do ser humano. Com isto sugere-se que os idosos procuram compreender melhor o seu comportamento sexual.

A sexualidade ainda é um assunto polêmico que concerne o envelhecimento. Mesmo sendo a faixa etária que mais cresce em todo o mundo. De acordo com o senso comum, há um “tabu”. Parece proibido discutir a sexualidade no envelhecimento. Contudo, pode-se observar com o atendimento terapêutico que os idosos acham necessário falarem sobre o tema e sentem a necessidade de discussões e de tirar suas dúvidas. Um dado relevante sobre idosas sexualmente ativas refere-se ao uso de preservativos. Muitos idosos relatam não usar camisinha. Esse fato gera grande preocupação das equipes de saúde, já que o número de doenças sexualmente transmissíveis vem aumentando entre a população idosa.

Deve-se considerar também que o sexo é uma necessidade fisiológica e fonte de prazer. Deixar de discutir sexualidade é uma maneira de abster o idoso de sentir prazer. Qualquer dúvida o idoso deve procurar ajuda com um profissional qualificado para orientar e fazer sugestões pertinentes.

Gostou do nosso texto? Compartilhe

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo