Síndrome da Imobilidade na terceira idade

Síndrome da Imobilidade: um problema grave

em Saúde por

Pode-se afirmar que o Corpo Humano é projetado para o movimento. Pois 40% de nosso organismo é formado por músculos esqueléticos, que impulsionam o movimento do esqueleto. Dito isso, podemos concluir que a incapacidade de movimento é um problema de saúde. Então, vamos falar da Síndrome da Imobilidade.

Somos dependentes da atividade física para a manutenção do sistema de músculos esqueléticos e melhor função dos órgãos internos. Porém, as complicações da imobilização nem sempre foram reconhecidas como causa de disfunções. Apenas há alguns anos, a atenção dos profissionais da saúde está voltada aos malefícios do repouso prolongado.

A Síndrome da Imobilidade é conjunto de sinais e sintomas decorrentes da falta de movimento. Acontece quando uma pessoa fica restrita a uma poltrona ou ao leito (cama), por tempo prolongado. Múltiplas podem ser as causas desta restrição. Mas, é importante reconhecer que as implicações físicas e psicológicas podem ser tão graves a ponto de levar ao óbito.

Normalmente, a Síndrome da Imobilidade acontece após um período de hospitalização. E se agrava quando o idoso volta para casa. Pois, muitas vezes por falta de informação ou falta de orientação médica adequada, a família e/ ou o cuidador dificultam a movimentação do idoso. Muitas vezes, a intenção é boa: evitar que o idoso caminhe poderia reduzir o risco de quedas. Outras vezes, é o idoso que não quer se levantar (por medo, por depressão, etc). Neste caso, o médico deve ser chamado para avaliar o estado psicológico do paciente.

No entanto, é muito importante que o idoso seja incentivado a se movimentar. No início, podem ser pequenas caminhadas ainda nos corredores do hospital. Nestes casos, recomenda-se supervisão da equipe de saúde ou do acompanhante. Quando já em casa, o incentivo precisa continuar.

Uma avaliação física feita por profissional competente (médico ou fisioterapeuta) deve determinar como será este tratamento de reabilitação. Isto é, um profissional de saúde vai dizer quais exercícios são necessários e como devem ser feitos. Além disso, deve orientar família e cuidadores sobre qual a evolução esperada e qual o apoio necessário.

 

 

1 Comment

  1. ALGUNS ESPAÇOS DE ATENDIMENTO AOS IDOSOS PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS SÃO LIMITADO AO ATENDIMENTO DAS MÁQUINAS!MAIS HUMANIZAÇÃO POR PARTE DOS PROFISIONAIS DA SAÚDE!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*