Idoso com zumbido

Transtorno Depressivo em Idosos e Suas Consequências

em Saúde por

Qual é a segunda maior causa de anos perdidos por incapacitação ou morte prematura mundialmente e na América Latina? Transtorno depressivo, ficando apenas atrás de dor lombar.

Qual é a prevalência de depressão em idosos? 4,8 a 14,6% a depender do ambiente. Ou seja, aproximadamente 15% das pessoas mais velhas são portadoras de depressão. Se considerarmos ainda sintomas depressivos que não fecham o diagnóstico de depressão propriamente dita, essa prevalência pode chegar a quase 50%.

Não se assuste se tais dados te causam surpresa. De fato, as doenças psiquiátricas ainda são negligenciadas e não é diferente na geriatria. Especialmente o Transtorno Depressivo ainda enfrenta muito preconceito: “é frescura”, “amanhã ela estará mais animada”, “daqui a pouco passa”, etc. Além disso, o Trasntorno Depressivo pode levar o idoso a um quadro de pseudo-demência, facilmente confundido com a doença de Alzheimer.

Tudo isso nos mostra a importância deste assunto, que vai além:

  • Idosos com depressão evoluem pior das suas outras doenças clínicas.
  • Estão em maior risco de eventos negativos relacionados à saúde, como hospitalizações e quedas.
  • Têm maiores chances de cursarem com déficit cognitivo e demência.
  • Possuem maiores chances de uso de polifarmacia (mais de 5 medicamentos ao dia) e consequentemente maiores efeitos colaterais de medicações.

Idosos têm maiores taxas de suicídio em relação aos jovens com depressão. Além disso, há estudos que mostram que um idoso depressivo sem tratamento tem grandes chances de morrer em até 2 anos.

Assim como o esquecimento, a tristeza e o desinteresse pela vida em idades avançadas não são normais! Portanto, se você se sente triste ou conhece alguém que constantemente está triste e desinteressado, procure um médico rapidamente.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo