Coronavírus

Coronavírus: Porque Devemos Ter Mais Atenção Com Idosos

em Saúde por

Já é de conhecimento geral o surgimento de uma doença (COVID-19) causada pelo surgimento de um novo tipo de coronavírus denominado SARS-CoV-2. Profissionais que lidam com pacientes idosos devem ter especial atenção nesse cenário. Pois, os pacientes mais velhos, bem como aqueles portadores de doenças crônicas, são o grupo de risco. 

Em 15/03/2020, a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) publicou posicionamento sobre o assunto, tratado neste texto e no seguinte a ser publicado.

A manifestação clínica dessa doença causada pelo coronavírus pode ser semelhante a uma Infecção de Via Aérea Superior (IVAS) comum. Porém, como já dito, em alguns grupos de risco, ela pode ser grave.

Há dados demonstando que 80 a 85% dos casos são leves. Geralmente em jovens e crianças, e não necessitam de hospitalização. No entanto, 15% necessitam de internação e a maioria são idosos.

O período de incubação, tempo entre o contato com o vírus até a manifestação dos sintomas, é de, em média, 5 dias. O período de maior transmissibilidade é de 3 a 5 dias após o início dos sintomas. É por esse motivo que, indivíduos sintomáticos com suspeita da doença devem manter o isolamento até elucidação diagnóstica. Ou seja, pessoas com sintomas de gripe devem ficar isoladas até a confirmação do agente patogênico que está causando a doença. É importante para a saúde de nossos idosos que o isolamento bem indicado seja obedecido. 

Lembramos que os sintomas da infecção por Coronavírus se caracterizam por febre ou pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros).

Por esses motivos, em concordância com a SBGG, aconselhamos que indivíduos acima de 60 anos evitem contatos sociais. Em especial portadores de doenças crônicas como diabetes, insuficiência cardíaca, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal crônica, doenças neurológicas, pacientes oncológicos, pacientes em tratamentos com imunossupressores (quimioterapias, corticoides, imunobiológicos entre outros) bem como portadores de síndrome de fragilidade evitem aglomerações, contato com pessoas sintomáticas suspeitas ou contatos íntimos com crianças.

A boa notícia é que essa Epidemia vai acabar! Em 3 ou 4 meses, o risco de contrair o Coronavírus será consideravelmente menor. Assim, vamos poder retornar a nossa vida normal e recuperar todos os contatos sociais. Vale lembrar que o convívio social é de extrema importância para a saúde do idoso.

3 Comments

  1. tenho uma pagina , cuidadores autonoms de idosos de juiz de fora , e este tema como outros relacionados aos idosos sao bem recebidos .

  2. Para reflexão: Uma pergunta mais direta: quantas vezes você gargalhou quando essas aparentes piadinhas caçoavam da “teimosia” dos idosos em cumprir as restrições? Da “gaiola para velho” no meme ao “walking velho” no áudio engraçadinho, sem contar a montagem com o trocadilho na vaga de estacionamento para “teimosos”, nos supermercados, os idosos foram o alvo predileto dessas incursões de humor embora as aglomerações devam ser evitadas, na medida do possível, por quaisquer faixas etárias. Para especialistas em envelhecimento, no entanto, a prática pode surtir efeito antagônico se a ideia é a proteção da coletividade no combate ao coronavírus. “O receio nosso, não só entre pesquisadores de universidades do Brasil como de outros países, é que a disseminação desse tipo de conteúdo piore o preconceito contra o idoso.
    Há um erro técnico quando se confunde infectado com doente nessa questão de vírus. Existe um grande número de vírus na natureza com os quais convivemos. É bem possível que a China com sua população gigantesca ganhe essa “competição” maluca que inventaram confundindo a população e até muitos profissionais que receitam antibiótico para gripes virais. A questão não seria ignorar o presidente e sim não se pode ignorar o conhecimento científico. Vírus e bactéria são estudados no curso médio ou o segundo grau antigo, seja no científico ou clássico. Algumas noções são dadas no primeiro grau nas disciplinas de higiene e saúde. É importante que se tenham notícias de outros países pela imprensa local. Acho que as prefeituras precisam rever essa questão do isolamento principalmente no que se refere ao banho de sol que é garantido até para os presos. Havendo condições de se manter o isolamento físico (e não social como erroneamente está sendo tratado pela mídia) o banho de sol deve ser garantido.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo