Idoso com bradicinesia tem mais risco de queda e Síndrome Parkinsoniana

O Diagnóstico da Doença de Parkinson vs Síndrome Parkinsoniana

em Parkinson por

Já escrevemos sobre os diagnósticos diferenciais mais comuns dos tremores. Lembrando que tremor não é sinônimo de Doença de Parkinson. Além disso, ao conjunto de sinais e sintomas caracterizado por tremores, lentificação de movimentos, rigidez e instabilidade postural, damos o nome de Síndrome Parkinsoniana, que também não é sinônimo de Doença de Parkinson.

A Doença de Parkinson, ou Doença de Parkinson Idiopática (DPI), uma das causas de Síndrome Parkinsoniana, possui 02 formas clínicas principais:

  1. Caracterizada pelos tremores e
  2. Rígido-acinética, podendo ter ausência de tremor.

A forma do tremor é responsável por cerca de 80% dos casos de DPI. É a doença mais clássica e que tem melhor resposta no controle sintomático com as medicações.

Já na forma Rígida-acinética, o tremor não necessariamente é presente. No entanto, o paciente apresenta dificuldades mais precoces para andar e quedas mai frequentes e mais precoces. Além disso, essa forma não responde tão bem às medicações.

Deste conceito, é importante destacar que, assim como nem todo tremor é DPI, nem toda DPI tem tremor. Além disso, tendo em vista que as formas rígido-acinéticas são a minoria dos casos de DPI, o médico deve pesquisar outras causas para síndrome parkinsoniana que não a DPI.

Considerando, ainda, que não existe exame laboratorial ou de imagem para o diagnóstico da DPI, muitas vezes é preciso de tempo para a formulação do diagnóstico preciso. Uma alternativa é acompanhar a resposta às medicações e evolução dos sintomas antes de confirmar o diagnóstico.

Algumas possibilidades de diagnóstico são:

  1. Quando há tremor: tremor essencial, tremor relacionado a atividade específica, tremor distônico.
  2. Forma rígida-cinética: Paralisia Supranuclear Progressiva, atrofia de múltiplos sistemas, Demência de Corpúsculos de Levi, Degeneração Córtico-basal. Além disso, deve-se estudar outras possibilidades como causas medicamentosas, tóxico-metabólica (exemplo: disfunção de tireóide, distúrbios do cálcio ou do sódio), causa vascular, outras doenças do sistema nervoso central.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo