Fígado de idoso

Envelhecimento do Sistema Digestório: Fígado

em Saúde por

Hoje o tema é Fígado. Vamos continuar nossa série sobre os impactos do envelhecimento dos órgãos do aparelho digestivo em nossa vida.

Nas semanas anteriores, falamos do envelhecimento do Pâncreas e do Esôfago.

O Fígado é a maior glândula do corpo humano e fica localizado na parte superior direita do abdomen. É extremamente importante para o nosso bem-estar.

É um órgão vital. Exerce muitas funções importantes:

  • produção da bile,
  • síntese do colesterol e metabolismo das gorduras,
  • armazenamento e liberação da glicose,
  • desintoxicação do organismo, retirando toxinas do sangue,
  • transformação de amônia em ureia,
  • processamento de drogas (incluindo medicamentos e álcool) e hormônios,
  • metabolismo das proteínas,
  • armazenamento de vitaminas lipo-solúveis e minerais,
  • destruição das células sanguíneas desgastadas e bactérias, entre outras.

É um dos órgãos mais estudados em relação aos efeitos do envelhecimento. Entretanto, a maioria dos estudos diz respeito à metabolização de medicamentos.

Sabe-se que o fígado pesa em torno de 1,5kg num adulto jovem. Porém, diminui seu peso de 30% a 40% entre a 2a e a 9a década de vida (ou seja, entre os 20 e os 90 anos de idade). Com isso, o flúxo sangüíneo neste órgão também diminui. Sua cor migra de vermelho escuro para marrom devido ao acúmulo de resíduos metabólicos.

Algumas de suas funções secretoras são alteradas. Em pessoas mais velhas, o fígado produz menos ácidos biliares (que compõe a bile e atuam diretamente sobre as gorduras), menos albumina (principal proteína do sangue humano), menos colesterol e mais alfa-ácido glicoproteínas (proteínas associadas a processos inflamatórios). Desta maneira, a metabolização de algumas classes medicamentosas, atreladas a estas proteínas, é alterada.

As principais alterações foram encontradas na redução do metabolismo de antipsicóticos, fenitoína (principalmente para epilepsia), lidocaína (anestésico) e propanolol (indicado para problemas de coração, ansiedade, entre outros).

Não se têm evidências sobre diferenças das outras funções do fígado. As provas de funções hepáticas não apontam diferenças por causa do envelhecimento.

Mas, fique atento: a icterícia (coloração amarelada da pele, mucosas ou olhos)  persistente em idosos pode indicar alguma doença de fígado.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo