Terceira idade e o parkinsoniano.

Benefícios da Atividade Física para o Parkinsoniano

em Parkinson por

Apesar de muito estudada, ainda não se entende completamente os mecanismos da Doença de Parkinson. Além dos tratamentos medicamentosos, a comunidade científica tem investido em estudos sobre tratamentos não farmacológicos para o Parkinsoniano.

Além disso, muito tem se descoberto recentemente sobre os efeitos positivos da atividade física em idosos. Saudáveis ou não, praticar atividades físicas (aeróbicas e de resistência) regularmente traz inúmeros benefícios.

Por último, vamos citar que as perdas cognitivas e o possível desenvolvimento de demência é uma das maiores preocupações dos pacientes com Parkinson e suas famílias.

Isto posto, vamos falar sobre os benefícios de um programa regular de atividades físicas para o Parkinsoniano. Abordaremos especialmente a questão do comprometimento cognitivo.

Adultos mais velhos saudáveis, que têm o hábito de praticar atividades físicas aeróbicas ao menos 3 vezes na semana, demonstram melhores níveis de atenção, funções executivas, velocidade e capacidade de raciocínio e memória. A partir do 6 mês de atividade física regular, de intensidade média a forte, numa duração mínima de 150 minutos por semana, percebe-se melhora geral nas funções cognitivas. Mesmo quando se trata de pessoas que antes eram sedentárias. Desta maneira, com resultados tão positivos, iniciou-se os mesmos estudos com o Parkinsoniano.

Embora ainda não conclusivos, estudos recentes têm relacionado estes benefícios também para os Parkinsonianos. Ou seja, adultos com mais de 65 anos, com Parkinson, quando submetidos a um programa regular de atividade física de intensidade moderada a alta, apresentam melhoras cognitivas. Mesmo aqueles que já começaram a demonstrar algun nível de comprometimento cognitivo.

Atividades aeróbicas estão relacionadas à melhora nas funções executivas. Isso quer dizer que, o Parkinsoniano que pratica caminhada 3x por semana, consegue (ou volta a conseguir) fazer a própria barba, por exemplo. Ainda, um portador de Parkinson que faz hidroginástica é capaz de se alimentar com talheres mais facilmente. Atividades de resistência estão relacionadas à melhoria de memória.

Porém, ainda não se determinou qual seria um programa ótimo para o Parkinsoniano. Ainda é preciso entender o equilíbrio ideal entre exercícios de força e atividades aeróbicas. Também, qual seria a intensidade e o tempo ideal investido nestas atividades. Mas, já sabemos que vale a pena investir tempo e dinheiro (num bom profissional da Educação Física). Pois os benefícios já estão comprovados!

 

Fonte: Revista Nature

3 Comments

  1. realmente o exercicio fisico e essensial para quem tem parcksom e alzeimer melhora a qualidade de vida e tmem aumenta a longevidade com qualidade

    • Todas as pessoas podem fazer exercícios aeróbicos ou hidro-ginástica. Mas, algumas pessoas, como aquelas com problemas no coração, com retinopatia diabética, entre outras, precisam tomar alguns cuidados adicionais. Procure seu médico em caso de dúvidas.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo