O Papel do Cuidador e as Atividades do Idoso com Demência

em Sem categoria por

Nas últimas sextas-feiras, temos publicado textos sobre como organizar a rotina de cuidados de um idoso com demência. Então, hoje, vamos falar um pouco sobre qual o papel do cuidador nesta rotina.

Após investir tempo preparando uma rotina de atividades para o idoso com Alzheimer ou outra doença demencial, com ou sem ajuda profissional (de Terapeuta Ocupacional ou Gerontólogo), chegou o momento de colocar a rotina em prática. O papel do cuidador neste momento é incentivar o idoso, observar e ter sensibilidade em relação à efetividade das atividades e flexibilizar e adaptar a rotina conforme a evolução da doença.

Sendo cuidador profissional ou familiar, o papel do cuidador é o mesmo:

  • Incentivar o idoso. Ainda que o portador de Alzheimer tenha energia e ânimo para realizar as tarefas propostas, pode ser que não saiba começar. Assim, apesar da vontade de fazer a atividade proposta, pode faltar a habilidade para se organizar. Neste momento, o cuidador deve ajudá-lo a iniciar a atividades.
  • Supervisionar e oferecer ajuda. Durante as atividades, o cuidador deve observar o nível de dificuldade e oferecer ajuda sempre que perceber que a tarefa é difícil para o idoso.
  • O processo é muito mais importante que o resultado. Pode ser que o resultado de uma tafera proposta, como enxugar a louça, não seja exatamente como planejamos. Porém, a habilidade de manusear objetos sem deixá-los cair seja o que realmente importa.
  • Ser flexível. Há vários motivos para o portador de demência se recusar a continuar a execução de uma atividade. Pode ser medo de fazer o que se está propondo. Pode ser falta de habilidade. Portanto, forçar a execução da tarefa pode gerar ansiedade e agitação. Desta maneira, o melhor é substituir a atividade proposta por outra mais simples ou que envolvam capacidades ainda preservadas.
  • Transparecer seu carinho e respeito. Demonstre seu afeto pelo idoso com demência. Mostre, sempre que possível, o quão importante ele (a) é na sua vida e na vida da família. Elogie um trabalho bem feito, peça ajuda quando possível. Abrace.
  • Evitar críticas. O ideal é que o cuidador, ao invés de criticar e corrigir, ajude a executar.

Quando o nível de dificuldade de alguma atividade estiver muito alto, a ponto de causar frustração, ela deve ser substituída. O papel do cuidador também é observar e entender quando este momento chegou.

2 Comments

  1. Essas dicas são mto importante.as vzs ficava até zangada qdo meu marido fica. Perguntando várias vzs ou comprava as coisas errada..mas agora vou começar a entender e ajudá-lo. Obgada.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*