idoso com pressão alta

4 informações que você precisa conhecer sobre Pressão Alta

em Saúde por

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é popularmente conhecida como “pressão alta”.

Trata-se de uma doença extremamente comum entre os adultos e principalmente entre os idosos. É caracterizada por elevações dos níveis de tensão arterial ou pressão arterial (PA) acima daqueles considerados saudáveis.

  1. Os danos à saúde que esses níveis elevados de pressão arterial podem causar a longo prazo são inúmeros:
  • insuficiência cardíaca,
  • infarto agudo do miocárdio (infarto do coração),
  • acidente vascular cerebral (derrame, tanto o hemorrágico como o isquêmico),
  • retinopatia hipertensiva (problemas na retina),
  • doença renal crônica (perda de função dos rins), entre outros.

2. O grande problema está no fato de que a HAS é uma doença assintomática. Ou seja, podemos ter níveis elevados de pressão arterial, danosos para nossa saúde a longo prazo, sem sentir nada. Muitas pessoas descobrem serem portadoras da doença após diagnóstico de alguma das condições crônicas listadas acima. Ou mesmo durante uma intercorrência aguda, como um infarto ou um derrame.

Por essa razão, consideramos importante a avaliação médica periódica para diagnóstico e tratamento da hipertensão. Devemos evitar as consequências negativas a longo prazo que podem trazer muitos prejuízos na qualidade de vida, principalmente para indivíduos mais velhos.

A pressão arterial é composta por duas medidas: a sistólica (PAS) e a diastólica (PAD). A PAS é a pressão máxima e a PAD, a mínima. Valores de PA são considerados elevados quando o valor de PAS é maior que 140mmHg (14) e/ou a PAD é maior que 90mmHg (9). Isto é, pressão alta é uma pressão a partir de “14 por 9”.

3. A pressão sofre variações por diversos motivos. Entre eles estão emoções, atividade física, ingestão de alguns alimentos ou bebidas (café por exemplo), sensações dolorosas etc. Não se confirma o diagnóstico de hipertensão arterial através de uma única medida isolada. Por exemplo: um paciente, no final do expediente procura o departamento de emergência por conta de dor de cabeça após um dia de trabalho cansativo e ingestão de café. Ele pode ter a pressão aferida em 16 por 10. Porém, inúmeros outros fatores neste caso podem ser responsáveis por este valor (a dor de cabeça, o café, o estresse).

Então, o diagnóstico de HAS é realizado pelo médico ambulatorial do paciente, ou seja, o profissional responsável pelo acompanhamento do paciente ao longo do tempo. Após aferição da PA em 03 ocasiões, em uma ou mais consultas é dado o diagnóstico.

Dito isto, seguem os valores considerados como hipertensão nos adultos: PAS maior ou igual à 140mmHg e PAD maior ou igual à 90mmHg. Isto é, a máxima maior que 14 e/ou a mínima maior que 9, ou maior que 14 por 9.

4. Nos idosos, valores da PAS até 150mmHg, ou seja, a máxima até 15 pode ser considerada normal. Os idosos possuem diversas particularidades com relação à pressão arterial. As modificações que ocorrem no corpo durante o envelhecimento modificam o valor da pressão arterial. A saúde e a funcionalidade do idoso (ou seja, o quanto ele é capaz de ser ativo) influenciam e modificam o valor ideal da pressão. Os medicamentos podem trazer mais efeitos colaterais e a pressão pode ser muito influenciada por outras doenças que podem se desenvolver ao longo da vida. Por isso, julgamos de extrema importância a avaliação de um médico geriatra que, ao considerar todas essas variáveis, poderá sugerir a melhor conduta para o caso.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo