quedas

Conheça Um Teste de Equilíbrio Para Evitar Quedas

em Segurança por

As quedas são a causa de 12% da mortes da população com mais de 60 anos. Constituem a 6ª causa de óbito em pessoas com mais de 65 anos. São responsáveis por 70% das mortes acidentais em indivíduos com 75 anos ou mais.

Idosos hospitalizados em decorrência de uma queda apresentam o risco de morte no ano seguinte de até 50%. Ou seja, é muito importante prevenir este tipo de acidente.

Além das mudanças feitas em casa e de criar alguns hábitos de segurança, podemos testar as condições de equilíbrio do idoso para evitar quedas.

Há um teste simples, que todos podemos fazer em casa, para avaliar nosso risco de quedas. Porém, este teste não deve ser feito quando se está sozinho em casa. Faça o teste na presença de outra(s) pessoa(s). Ele é conhecido como “Get-up and go”, traduzindo para o português – “Levante e vá”. Esse teste consiste em: o idoso sentado em uma cadeira sem braços, deverá levantar-se e caminhar 3 metros até uma parede, virar-se sem tocá-la, retornar à cadeira e sentar-se novamente. Quanto mais fácil e natural este movimento acontecer, menor o risco de queda.

Mas, além do teste, é muito importante consultar um médico. Principalmente, sempre que houver algum sintoma como tontura, fraqueza, etc. Também deve-se considerar riscos aumentados por doenças, como o Parkinson. E, não menos importante, fazer o tratamento indicado, incluindo trocar a lente dos óculos, colocar aparelho auditivo, etc. Quando for a um geriatra, peça para fazer uma avaliação global, incluindo função cognitiva (capacidade de ler, escrever, aprender, etc).

Além dos riscos dentro de casa, que já foram mencionados em artigo anterior sobre Queda, vale ressaltar outros fatores a serem controlados. Como as alterações Ffsiológicas de processo de envelhecimento que podem aumentar o risco de quedas:
– Diminuição da visão e/ou da audição;
– Distúrbios no aparelho auditivo que podem causar vertigem ou tonturas;
– Doenças degenerativas da coluna;
– Distúrbios músculo-esqueléticos: degeneração articulares e fraqueza muscular;
– Sedentarismo;
– Deformidade dos pés.

Também devemos ressaltar que síndrome da fragilidade e sarcopenia aumentam risco de queda. Por isso, é importante procurar tratamento médico caso estes problemas apareçam.

Portanto, procure também outros profissionais da saúde para manter ou melhorar a saúde global. É muito importante manter atividade física regular com a supervisão de fisioterapeuta ou preparador físico.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo