Idosos ficam agitados ao entardecer

Síndrome do Entardecer: o que fazer quando a pessoa com Alzheimer quer “ir para casa” estando em casa.

em Demências e Alzheimer por

A Síndrome do Sol Poente também é conhecida como Síndrome do Entardecer ou Sídrome do Crepúsculo.

Caracteriza-se, nas pessoas com doença de Alzheimer, pelo aumento dos sintomas de memória (esquecimentos), confusão, delírio, agitação e ansiedade que surgem por volta das 17hr, quando começa a escurecer.

Conheça melhor os sintomas da Doença de Alzheimer.

Uma das manifestações mais freqüentes desta sídrome é a de “querer ir para a casa”. Quando o sol começa a se por, ou seja, quando começa a entardecer, o portador da doença de Alzheimer começa a achar que a casa em que está não é a sua própria casa. Mesmo quando está em casa. Insiste que precisa ir embora para a casa.

Neste momento, é importante que o cuidador, seja ele profissional ou um familiar, tenha muita paciência. Deve mostrar ao idoso os ambientes da casa, seus objetos pessoais, o quintal com suas plantas, sinalizando que ele está sim na própria casa. Muitas vezes, o idoso se convence e se acalma. Se esta técnica não funcionar, recomenda-se a sair de casa com o idoso, de carro ou a pé. Após uma volta na rua, o paciente costuma aceitar que está em casa quando retorna.

Não é prudente discutir ou insistir com o idoso que ele está sim em sua casa. Isso pode gerar agressividade verbal ou até física em alguns casos. Além disso, outros sintomas podem piorar.

Também são bastante relatados os casos de pessoas com Alzheimer que fazem a mala, com suas roupas e alguns pertences pessoais para a mudança. Ficam o tempo todo segurando a mala e esperando que alguém venha buscá-las. Neste momento, é muito importante trancar todas as saídas da casa (portas e janelas). Há o risco de o idoso sair de casa e se perder na rua.

Neste caso, a recomendação é a mesma: não discutir, tentar mostrar através dos ambientes e objetos pessoais que está em casa. Ou dar uma volta e voltar para casa.

Não existe explicação científica para esta síndrome. Acontece em aproximandamente 20% dos pacientes com doença de Alzheimer. Na grande maioria das vezes, acomete pessoas em fase intermediária da doença e tende a desaparecer conforme a doença evolui.

Tratar estes sintomas não é fácil. Muitos cuidadores perguntam se poderiam dar a medicação da noite mais cedo, na tentativa de antecipar os efeitos. Outros perguntam se podem dar um “calmante” ao idoso perto das 17hrs. Porém, nenhuma destas condutas é recomendada, embora esta segunda opção (“calmante”) não seja descartada dependendo do nível de agitação que o idoso apresente neste momento.

Outras medidas podem ser tomadas para evitar a síndrome do Sol Poente:

  • Evitar qualquer tipo de estimulação, como receber visitas.
  • Evitar cafeína e açúcar, mantendo uma alimentação balanceada, saudável e nutritiva.
  • Limitar o tempo de cochilo durante o dia.
  • Incentivar exercícios, como uma caminhada.
  • Desenvolver atividades recreativas.

Se nada disso resolver, é importante consultar o Geriatra para que ele possa receitar medicamentos para encurtar o período da síndrome e/ou evitar que ela ocorra.

A síndrome do Por do Sol é uma das que mais aumentam o estresse do cuidador e concorre para a institucionalização do idoso.

Este texto ajudou você? Ajude outras pessoas compartilhando!

8 Comments

  1. O tratamento de alzheimer através de eletrodos como foi feito por médicos canadenses alguns anos atras pode trazer uma esperança para cura da doença.

  2. Boa noite. Estive a ler sobre o síndrome do entardecer e enquadra-se a cem por cento no que a minha mãe apresenta. Ela sofre de demência vascular e eu sendo cuidadora há dez anos, sinto-me completamente exausta, pois de entre muitos sintomas existe esse que me deixa de rastos, sendo que quando começa a querer ir embora para casa estando em casa, fico muito nervosa sem saber o que fazer, pois isso chega a durar dias inteiros. Já pensei consultar um geriatra, mas em Leiria, cidade onde resido não existe. Agradecia ajuda se for possível.

  3. Hoje levei meu velhinho ao médico e quando disse a ele que meu velhinho fica muito agitado ao anoitecer ele me disse que era Síndrome do Entardecer. Até então eu não sabia que existia isso. Agora, pesquisando, encontrei essas explicações que foram bastante esclarecedoras. Muito obrigada.

  4. Creio que esta descrição se encaixe não somente para o Alzheimer, mas para as demências de modo geral… meu sogro não sofrem de Alzheimer e apresenta o mesmo comportamento

  5. Mamãe vem para minha casa aos finais de semana, graças a Deus seu estado ainda é bem estavel, mas assim que chega logo pergunta quando vou leve-la de volta para sua casa.

  6. comecei hoje nesse grupo.meu esposo está com alzheimer.ainda não apresentou esse sintomas.mas não gosta de sair.muitas vezes acontece de manhã quando acorda.não sabe onde está.a tarde ou mesmo durante o dia,ele tranca toda casa.portas e janelas.parece um medo incontrolavel.com muita calma.consigo deixar um pouco aberta.mas logo ele começa novamente fechar

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo