Idoso deve comer alimentos funcionais com compostos bioativos

Alimentos Funcionais: o que são e quais seus benefícios.

em Nutrição por

Alimentos funcionais são aqueles que apresentam características específicas ou compostos bioativos. Consumí-los regularmente, traz benefícios à saúde.

 Hoje, vamos falar um pouco sobre uma alimentação saúdável , equilibrada e rica em alimentos fontes de compostos bioativos e de seus benefícios à saúde e na prevenção de Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT).

 A evolução do padrão alimentar nas áreas metropolitanas do Brasil tem se caracterizados pelo consumo excessivo de produtos alimentícios industrializados. Além disso, é crescente o numero de pessoas que apresentam consumo reduzido de hortaliças (legumes e verduras) e frutas.

Essa mudança no padrão alimentar da população brasileira está associada ao aumento de doenças crônicas não transmissíveis tais como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, obesidade, câncer e osteoporose.

A intervenção dietética é de extrema importância para melhora destas doenças.Por isso, cada vez mais a população está em busca de uma alimentação saudável.

A inclusão de alimentos com propriedades funcionais capazes de proporcionar equilíbrio adequado a ingestão diária de nutrientes, inclusive vitaminas e minerais, pode contribuir de modo relevante na elaboração de um cardápio mais saudável para a população.

A relação entre componentes funcionais dos alimentos, sáude e bem-estar já está bem fundamentada por diversas pesquisas cientificas.

Em 1942, Henry Lindlahr estabeleceu as primeiras relações entre padrão alimentar e boa saúde. Com isso procurou entender como o aumento no consumo de determinados alimentos levava a melhor saúde.

Assim as pesquisas se desenvolveram em cima de estudos dos POLIFENOIS, que são compostos naturais das  plantas, produzidos como metabólitos secundários como forma de defesa (da planta) contra agente estressor.

Esses POLIFENÓIS podem ser classificados em 4 grandes categorias:

1)    Ácidos fenólicos

2)    Flavonóides

3)    Estilbenos

4)    Lignanas

Neste contexto, podemos entender alguns padrões alimentares que foram considerados benéficos a saúde como: a dieta francesa caracterizada pelo alto consumo de vinho tinto; o consumo de chá verde no extremo oriente; o uso da cúrcuma na dieta do sul da Ásia/ a dieta do mediterrâneo rica em azeite de oliva.

Assim, esses compostos, também conhecidos como compostos bioativos ou fitoquímicos, podem efetivamente atuar na redução do risco de desenvolvimento de doenças crônicas, bem como no seu tratamento.

De uma maneira geral, frutas, vegetais e bebidas como chás e vinho tinto constituem as principais fontes dietéticas de polifenóis.

Veja no quadro à seguir:

GRUPO COMPOSTOS FONTES ALIMENTARES
Ácidos fenólicos Derivados do ácido benzoico (ácido gálico)

Derivados do ácido cinâmico (ácido cafeico, ácido ferúlico e ácido clorogênico)

Frutas vermelhas, radiquio e cebola, nas partes externas das frutas maduras, cereais, café
Lignanas Lignanas Linhaça, leguminosas, trigo, alho, aspargos, cenoura, pera e ameixa
Estilbenos Resveratrol Vinho tinto e uvas roxas
Flavonoides Flavonols (quercetina e kampferol – glicosídeos) Cebola, brócolis, mirtilo, vinho tinto, chá
Flavonas (luteolina e apigenina – glicosídeos), tangeritina, nobitelina e sinensetina Aipo, trigo, frutas cítricas
Flavononas Tomates, ervas aromáticas (menta), frutas cítricas.

Naringenina no grapefruit;

Hesperidina na laranja

Eriodictiol no limão

Isoflavonas Soja e outras leguminosas e oleoginosas
Flavanols (catequinas e procianidinas) Catequinas: frutas, vinho tinto, chá e chocolate
Antocianidinas Vinho tinto, repolho, feijões, cebola, radiquio

Presente na casca de frutas de coloração roxa escura

 

Assim, dietas ricas em fitoquimicos podem ter efeitos benéficos á saúde por meio de diversos mecanismos, dentre eles a ação antioxidantes direta, melhora da atividade de enzimas de detoxificação e expressão de genes antioxidantes.

Já a nossa “dieta ocidental” é pobre em fitoquimicos, tendo em vista que a maior parte das calorias é suprida por meio de produtos de origem animal, farinha branca, arroz branco e produtos à base de batata. Soma-se a isso a adição de açucares refinados e óleos: todos alimentos pobres em fibras e fitoquimicos.

A sugestão é incluir esses alimentos no seu dia-a-dia de diversas formas. Pode ser em forma de sucos naturais, saladas bem coloridas, refeições com vários vegetais, sopas.

Compartilhe nosso texto!

 

Photo by Alex Kotomanov on Unsplash

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo