Dificuldade de atenção e Alzheimer

A relação entre Atenção e probabilidade de desenvolver DA.

em Cabeça por

Atenção, Concentração, Motivação e Emoção são fatores determinantes para a memorização. Hoje, abordaremos a Atenção.

Atenção é um domínio cognitivo multidimensional.

É fundamental para o processo de memorização, aprendizado e outros aspectos cognitivos. É o primeiro passo do processo de memorização. Ou seja, quando os sentidos entram em ação para enviar ao cérebro as informações a serem memorizadas.

Por meio da atenção é possível processar informações e pensamentos importantes ao mesmo tempo em que se ignora outras informações irrelevantes ou dispersivas para o momento.

Também pode ser descrita como a habilidade de detectar mudanças no meio externo e mostrar interesse por essas mudanças enquanto consegue inibir a interferência de outros estímulos.

A Atenção pode ser classificada em:

  • Alternada – capacidade para mudar os focos de atenção de um estímulo ao outro e mover-se entre tarefas que têm diferentes exigências cognitivas. Como ler uma receita ao mesmo tempo em que conversa com o cozinheiro.
  • Concentrada ou Seletiva – capacidade de se concentrar num determinado estímulo e inibir as respostas aos estímulos distratores ou competitivos. Como assistir atentamente a uma aula.
  • Sustentada: habilidade de manter a atenção e permanecer alerta aos estímulos por longos períodos de tempo. Como resolver um problema matemático complicado.
  • Dividida: capacidade de responder simultaneamente às demandas de múltiplas tarefas. Como dirigir com o rádio ligado e conversando com um passageiro.

A Atenção é bastante sensível ao processo de envelhecimento.

Pessoas mais velhas apresentam maior dificuldade para inibir estímulos irrelevantes e são mais facilemente distraídas. É mais difícil para os idosos conversar num ambiente ruidoso, por exemplo. Ainda apresentam prejuízo em seu desempenho quando uma segunda tarefa é adicionada àquela que vem seguindo.

Atualmente, os estudos que visam prever se uma pessoa desenvolverá uma doença neuro-degenerativa no futuro, são baseados em níveis de atenção. Um dos experimentos que se faz é pedir para a pessoa citar todos os nomes de animais que se lembrar enquanto anda numa esteira. Algumas pessoas, não conseguem citar estes nomes enquanto estão andando. Já sabemos que os indivíduos que apresentam dificuldade em trabalhos de dupla tarefa (como este citado) estão mais propensos a ter um diagnóstico positivo para Alzheimer nos 5 anos subsequentes.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo