Marcha do idoso

Bengalas, Muletas e Andadores: não tenha preconceitos.

em Fisioterapia por

Dificuldades na marcha (andar) estão entre as alterações funcionais mais notadas no idoso. Acontecem devido às diversas alterações que ocorrem em postura, força muscular e equilíbrio, já comentadas em outras matérias. 

Apesar dos preconceitos e dúvidas na escolha correta, o uso de dispositivos auxiliares da marcha pode preservar – ou até devolver – a autonomia no andar do indivíduo idoso.

Por isso vamos tratar desse assunto, a fim de elucidar a importância desses dispositivos. A importância das bengalas, muletas e andadores na melhora da marcha e, conseqüentemente, na independência e qualidade de vida na terceira idade é comprovada.

Entenda também como escolher uma cadeira de rodas.

A indicação desses dispositivos é feita quando o indivíduo apresenta restrição na descarga de peso nos membros inferiores ou distúrbio de equilíbrio. A indicação, escolha e adaptação do dispositivo deve ser feita juntamente a um profissional, de acordo com a restrição da pessoa, altura, peso e outras necessidades individuais.

Há diversos tipos de dispositivos para auxiliar a marcha. Dentre eles, os mais conhecidos são bengalas, muletas e andadores.

– Bengalas: são indicadas quando há necessidade de restringir a descarga de peso em apenas um dos membros inferiores. Ou seja, em apenas uma das pernas. Apresenta diferentes versões, como a tradicional (reta), com recuo (ou dobra), e com quatro apoios. Todas devem ser ajustadas em relação à altura do paciente. Devem permitir o apoio da mão sem causar amplitudes e forças extremas sobre punho, cotovelo e ombro. De modo geral, é utilizada no lado oposto do membro inferior com restrição. Isto é: se o problema está na perna direita, a bengala deve ficar na mão esquerda. Assim cria um terceiro ponto de apoio durante a marcha, distribuindo de maneira mais uniforme o peso do corpo durante a oscilação.

– Muletas: são indicadas para restringir a descarga de peso de um ou ambos os membros inferiores. Também facilitam a propulsão do corpo durante a marcha. Dispendem mais coordenação motora e gasto energético. Por isso, devem ser indicadas com cuidado para idosos. São encontradas muletas axilares e muletas de antebraço (ou canadenses).

– Andadores: são indicados para aumentar a estabilidade do indivíduo com dificuldade de equilíbrio e/ou fraqueza de membros inferiores. Aumentam a base de apoio. No entanto podem ser difíceis de manejar durante mudanças de direção e em degraus. Com isso, aumentam o risco de má postura e diminuição da oscilação dos membros superiores durante o ciclo da marcha. Andadores são encontrados nos tipos tradicional, com rodas frontais ou com quatro rodas (este último, apenas para pessoas que não tem distúrbios de equilíbrio).

É importante lembrar que é necessário um treinamento para a adaptação ao uso do dispositivo dentro e fora de casa, durante suas atividades diárias. O idoso também pode personalizar seu dispositivo, sentindo-se mais à vontade com seu uso e facilitando a aceitação.

Essa informação é útil? Então, compartilhe nosso texto!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo