idoso com problemas nutricionais

5 Receitas para evitar Problemas Nutricionais em Idosos.

em Nutrição por

A população idosa é particularmente propensa a problemas nutricionais. Fatores relacionados com as alterações fisiológicas e sociais, ocorrência de doença crônica, uso de várias medicações, problemas na alimentação (comprometendo a mastigação e deglutição), depressão e alterações da mobilidade com dependência funcional são alguns dos motivos mais comuns.

No envelhecimento, o organismo sofre alterações que podem afetar a ingestão e digestão adequada dos alimentos.  Bem como alterar os níveis de absorção de alguns nutrientes para a manutenção da saúde. A deglutição começa a se tornar lenta após os 45 anos de idade. Por volta dos 70 anos, é ainda mais lenta, quando comparada a indivíduos jovens.

Problemas nutricionais que levam à desnutrição podem ser desenvolvidos de maneira silenciosa com o passar da idade:

  • Diminuição do número de papilas gustativas e da sua eficácia, bem como diminuição da secreção da saliva. Dessa forma, frequentemente se observa a perda de apetite. Isso porque os receptores gustativos e olfativos têm sua função diminuída, comprometendo a qualidade estimulante do apetite.
  • Diminuição da motilidade do trato digestivo, fazendo com que haja uma lentidão do esvaziamento gástrico e, consequentemente, o aumento da saciedade, o que pode comprometer a ingestão de nutrientes e levar à desnutrição.
  • Diminuição do metabolismo basal, redistribuição da massa corporal, alterações na percepção sensorial e diminuição da sensibilidade à sede. Com exceção das duas primeiras, todas as outras podem interferir, diretamente, no consumo alimentar, podendo levar até a um quadro de anorexia, que é a principal causa de desnutrição no idoso.
  • Outro grave problema que está presente em uma grande parte da população idosa é a depressão. Os sintomas depressivos estão relacionados com componentes emocionais e biológicos: aflição, apatia, baixa autoestima, perda da libido, distúrbio do sono, perda do apetite, entre outros. Contudo, a saúde mental é indispensável para o bem-estar geral do indivíduo e, portanto, o diagnóstico de depressão e a correta terapia se tornam de extrema importância para os idosos. Este estado emocional depressivo pode levar à redução da ingestão alimentar de forma insidiosa, contribuindo para o aparecimento da desnutrição e outros problemas nutricionais nesta população.
  • Outro ponto importante a ser observado é a saúde bucal, pois a perda dos dentes e outras afecções da cavidade oral podem causar dor e dificuldade para mastigar e deglutir, estando também associadas com a desnutrição.

Portanto, é fundamental uma atenção maior aos hábitos alimentares do idoso, a fim de evitar problemas nutricionais futuros decorrentes desta.

Seguem algumas sugestões e receitas para melhorar a ingestão calórico proteica do idoso. A idéia é melhorar a qualidade e quantidade de nutrientes essenciais nas preparações evitando os problemas nutricionais.

Suco Verde (*rico em cálcio, ferro, vitamina C, vitaminas do complexo B, vitamina A)

Rendimento: 2 porções

Ingredientes:

2 folhas de couve

1 maracujá pequeno

2 copos de água de coco

1 banana nanica

 

Modo de preparo:

Lave a couve. Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem até ficar bem cremoso e homogêneo.

Sirva em seguida sem coar.

Mingau funcional (rico em fibras, baixo índice glicêmico, rico em selênio, aminoácidos essenciais, ácidos graxos poli-insaturados)

Rendimento: 1 porção

Ingredientes:

3 colheres de sopa de quinoa mista (em grãos)

½ xícara de leite vegetal

2 nozes ou castanha do pará picadas

1 damasco picado

Canela em pó

 

Variação: leite de coco + 1 colher de sopa de coco ralado

 

Modo de preparo:

Deixe a quinoa de molho em agua de um dia para o outro. Descarte a água e lave bem!

Em uma panela aqueça o leite e cozinhe a quinoa com as nozes, damasco e por ultimo a canela.

Se quiser, adoce com açúcar mascavo, demerara ou mel (após desligar).

 

Sirva quente !

 

Salada completa (rica em proteína de fácil digestibilidade, carboidratos de baixo índice glicêmico, gordura de boa qualidade, minerais essenciais)

Rendimento: 4 porções

Ingredientes:

½ maço de rúcula

½ maço de agrião

1 xícara de feijão branco

½ xícara de ervilha fresca

¼ de cebola

1 dente de alho

1 colher de sopa de óleo de girassol

1/2 batata doce (branca)

1 tomate

½ cenoura ralada

5 colheres de sopa de semente de girassol sem casca

5 colheres de sopa de semente de abóbora sem casca

60 ml de azeite de oliva

Vinagre balsâmico Q.B.

Salsa Q.B.

Manjericão picado Q. B.

Suco de 1 limão

Sal marinho Q.B.

Pimenta do reino Q.B.

 

Molho:

Suco de 1 limão

4 colheres de sopa de azeite

Sal marinho Q.B.

Pimenta do reino Q. B.

 

Modo de preparo: Em uma panela, cozinhe o feijão branco com a folha de louro até ficarem al dente. Reserve.

Cozinhe as ervilhas frescas ou se forem congeladas, deixe-as em demolho em água potável. Reserve.

Pique a cebola e o alho. Aqueça um fio de óleo de girassol e doure a cebola. Acrescente o feijão branco  cozido e as ervilhas. Acerte o sal e pimenta. Reserve.

Medalhão de tofu, milho e ervas (rico em proteína de fácil digestibilidade, fibras, isento de gordura saturada).

Ingredientes:

1 embalagem de tofú orgânico (400 g)

5 colheres de sopa de farinha de milho

1 espiga de milho

Salsa

Noz moscada

Sal marinho

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1 colher de sopa de óleo de girassol

Manjericão

2 colheres de sopa de psilium

 

Modo  de preparo:

Retire o tofú da embalagem e deixe o soro escorrer. Corte-o em cubos e amasse com um amassador de batatas.

Acrescente um fio de azeite, sal e noz moscada. Misture todas as ervas, o milho e a farinha de milho. Chegue ao ponto de uma consistência para modelar com o psillium.

Aqueça um fio de óleo de girassol, modele o medalhão com a ajuda de um aro e grelhe dos dois lados, por 3 minutos em fogo baixo, até formar uma casquinha dourada.

Sirva em seguida.

 

Esse medalhão pode ser congelado. Para finalizar, retire 10 minutos antes de consumir, aqueça um fio de óleo doure-o por 3 minutos de cada lado.

 

Rendimento:  10 unidades

Validade:  Congelado – 3 meses; Sob refrigeração – 3 dias

 

 

Mousse de chocolate ao molho de maracujá e manga (Rico em vitamina A, Vitamina C, luteína, substancias antioxidantes)

 

Rendimento: 4 porções

 

Ingredientes:

MOUSSE

1 abacate médios maduro

6 colheres de sopa de açúcar de coco (ou mascavo)

1 pitada de pimenta rosa moída

150 ml de leite de coco

2 colheres de sopa de óleo de coco

3 colheres de sopa de cacau em pó

4 colheres de sopa de Linhaça+chia trituradas

 

CALDA

200 g de purê de manga (1 manga)

1 polpa de maracujá

Açúcar demerara orgânico (se necessário)

 

Modo de preparo:

MOUSE:

Retire a semente e descasque os 2 abacates.

Coloque em um processador juntamente com o açúcar.

Coloque a linhaça+chia de molho no leite de coco e deixe hidratar por 15 minutos.

Bata o leite de coco até ficar cremosa e homogênea.

No processador, acrescente o cacau, o óleo de coco.

Adicione o leite de coco batido aos poucos até ficar homogêneo.

Leve ao refrigerador até ficar firme (aproximadamente 1 hora).

 

MOLHO

Bata e polpa do maracujá, coe e reserve o suco.

Coloque a manga descascada e picada no liquidificador e bata com o suco de maracujá.

Se for necessário, acrescente um pouco de açúcar.

Sirva acompanhado do mousse !!

2 Comments

  1. Boa tarde.estou infrentando sério problema…minha mãe portadora de DA.ta com problema de engolir ..quando engoli afoga em seguida vm com muita secreção localizada na traquéia..não sei como ajuda_la . pedi ajuda a médico e fonoaudióloga…sem resultados…estou apavorada não quero deixa_la passa fome :’😞não a vejo a ponto de desistir….tenho fé q a algo a se fazer por ela ainda pois só tm seis anos q está com DA….será que por ela ter chagas influência na alimentação tambm???fico grata se puder me orientar …… obrigada….

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo