terceira idade e repetição

Repetição como Sintoma da Doença de Alzheimer

em Demências e Alzheimer por

A repetição de alguma fala ou de alguma ação é uma das alterações de comportamento comuns entre as pessoas que sofrem da doença de Alzheimer (DA). Alterações no comportamento de pessoas que sofrem de alguma doença demencial podem ocorrer por:

  • próprias alterações fisiológicas no cérebro,
  • em conseqüência de medicamentos,
  • ou ainda por mudanças no ambiente ou na saúde.

No caso de portadores de DA, as alterações de comportamento estão mais associadas à deterioração cerebral provocada pela doença. Sabe-se que a doença afeta principalmente as funções cognitivas, como memória e praxia.

A repetição é um comportamento associado à perda da memória.

A pessoa pode simplesmente não se lembrar que já fez a mesma pergunta, contou a mesma história ou praticou a mesma ação há poucos minutos.

Mas, o ambiente pode acentuar este comportamento. Na maioria dos casos, os pacientes com DA repetem suas ações em busca de segurança, conforto e familiaridade com o ambiente. As perguntas repetitivas podem demonstrar que o portador de DA possui alguma preocupação específica no momento. Também pode ser uma maneira de tentar lidar com ansiedade ou insegurança. Ainda pode ser a maneira encontrada de manejar alguma frustração.

Quando este comportamento acontece, podemos:

  1. Procurar o que está gerando a repetição. À medida que a doença avança, as pessoas vão perdendo a capacidade de comunicação. Pode-se tentar identificar alguma preocupação específica com um familiar, com algum compromisso comum no passado, etc.
  2. Prestar mais atenção ao estado emocional que na repetição em si.
  3. Transformar a repetição numa atividade. Por exemplo, se a pessoa está constantemente passando a mão na mesa, podemos dar-lhe um pano e pedir para que limpe superfícies fáceis.
  4. Seja paciente e tenha calma. Aceite este comportamento. Não tente convercer a pessoa a parar com a repetição.
  5. Encontre uma resposta. E pode repetí-la quantas vezes for necessário. Se a pessoa ainda for capaz de ler e escrever, pode-se dar um papel para que ela escreva e leia a pergunta e a resposta.
  6. Ajude a mudar o foco com alguma atividade prazerosa.
  7. Se fotografias, cadernos de notas e outros objetos ainda forem significativos e estiverem relacionados à repetição, use-os.

 

Fonte: Alzheimer’s Association.

1 Comment

  1. Minha mae todos os dias apos 17.30 quer ir embora…eu deixo de ser filha e passo a ser outra pessoa…e isso nao para..dura em media ate duas horas…se agita ..nao fica sentada..enfim muitas vezes tenho que brigar com ela para que se acalme. Muito dificil….ela esquece eu nao.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo