sistema muscular na terceira idade

A Saúde do Sistema Muscular Esquelético

em Saúde por

Idosos sadios, após a 7ª década de vida, apresentam importante processo degenerativo na musculatura, mesmo quando mantem atividade física. Ou seja, a partir dos 70 anos, o sistema muscular começa a regredir.

Nos casos de Síndrome da Imobilidade, esse processo é mais intenso e acelerado. Mas vale ressaltar que, na imobilidade, ocorre perda mais acentuada de massa muscular na coxa do que nos membros superiores. Desta maneira, fica ainda mais difícil voltar a caminhar.

A redução da quantidade de músculos esqueléticos em nosso corpo é conhecida como Sarcopenia (sarc = carne; penia = perda). Este comprometimento da saúde do sistema muscular foi descrita inicialmente em 1989. No começo, considerava-se apenas uma redução da massa muscular global que ocorre ao longo do envelhecimento.

Atualmente, a definição de sarcopenia engloba, além da redução da massa magra, a redução da força muscular e a piora do desempenho físico. Portanto, quando há apenas a redução da massa muscular, dizemos que o paciente está em pré-sarcopenia.

A sarcopenia pode ter origem primária quando associada apenas ao processo de envelhecimento. Mas, quando está relacionada a outros fatores, falamos em Sarcopenia secundária. Estes fatores, para idosos, podem ser:

  • Inatividade física por repouso prolongado. Acontece principalmente após períodos de hospitalização.
  • Estilo de vida sedentário.
  • Descondicionamento.
  • Ingestão inadequada de energia e proteínas. Ou seja, paciente que não se alimenta adequadamente. Não ingere quantidades suficientes de calorias e proteínas.

Porém, o médico também deve considerar episódios em que ocorre a má absorção de nutrientes. Este fenômeno acontece quando há doenças gastro-intestinais. Mas também acontecem em situações de anorexia e uso de medicamentos que causam perda de apetite.

Os principais mecanismos que caracterizam a perda de massa, força muscular e desempenho físico é o estresse oxidativo. Desencadeado por fatores endógenos e exógenos, culmina  com a redução da síntese proteica. Também pode ocasionar o aumento de degradação proteica. Desta maneira, ocorrem alterações da integridade neuromuscular e do conteúdo de gordura do músculo.

Incluir ovos na alimentação diária é uma ótima alternativa para melhorar a ingestão proteica.

 As principais consequências são negativas:

  • Síndrome da Fragilidade
  • Aumento do número de quedas e fraturas
  • Limitação para as atividades da vida diária
  • Maior risco de morte
  • Influenciar desfechos negativos durante a hospitalização

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© Copyright 2017 - Idosos.com.br - Portal de notícias para pessoas acima de 60 anos.
Ir para Topo